O portal do Sistema Opinião

POP9

Troco e bebida

rn

Dupla aplica golpe em loja com notas antigas da Bielorrússia

Dois homens compraram roupas e pagaram com cédulas que deixaram de circular há quase 20 anos dizendo que era euro. Ainda receberam R$ 550 de troco e beberam champanhe

outubro 7, 2019 às 09:31 - Por: Redação OP9

Rublo bielorrusso utilizado pelos golpistas. Foto: Domínio público

Rublo bielorrusso utilizado pelos golpistas. Foto: Domínio público

Um golpe praticado por dois homens, na cidade de Parnamirim, Grande Natal, causou um prejuízo de aproximadamente R$ 4 mil a uma loja de roupas.

A dupla fez compras e no balcão de pagamento apresentou notas antigas, que já foram tiradas de circulação. O caso ocorreu na Rua Lima Barreto, centro da cidade, na sexta-feira (4).

Leia também:
Servidores da educação do RN são vítimas de golpe por telefone
Vereador cearense investigado por estelionato é preso em Natal

Imagem de um dos suspeitos capturadas por câmeras de segurança. Foto: TV Ponta Negra/Reprodução

Imagem de um dos suspeitos capturadas por câmeras de segurança. Foto: TV Ponta Negra/Reprodução

As câmeras do sistema de segurança flagraram a ação dos dois. Após a compra, eles afirmaram que só possuíam notas de euro.

A compra dos suspeitos custou cerca de R$ 3,5 mil. Na hora do pagamento, os dois apresentaram as cédulas e ainda receberam R$ 550 de troco.

Na verdade as supostas notas de euros tratam-se de cédulas de rublo bielorrusso, que deixaram de circular na Bielorrússia no ano de 2000. Hoje, 1 rublo bielorrusso (BYN) equivale a R$ 1,96.

“Estranhei um pouco pelo tamanho da venda, mas têm pessoas que compram muito e outras que compram pouco. Nós oferecemos até champanhe para eles se sentirem melhor e no fim fizeram isso”, disse a vendedora da loja, que preferiu não se identificar.

A dona do estabelecimento, inaugurado há dois dias, prestou queixa e acionou a Polícia Federal, mas segue desacreditada de que irá reverter o prejuízo. De acordo com a Polícia Civil, que investiga o caso, o golpe já foi aplicado outras vezes no Rio Grande do Norte. Nenhum suspeito foi preso até o momento.

“Estou com sentimento de culpa porque querendo ou não a gente fica. Pela falta de experiência acabei pegando um dinheiro de fora do Brasil que não tem validade nenhuma”, desabafa a vendedora.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: