O portal do Sistema Opinião

POP9

Crime bárbaro

rn

Caso Karol: polícia vai pedir prisão preventiva de suspeito do crime

Motorista do caminhão baú visto em Goianinha conversando com Karol no dia em que ela desapareceu foi preso em Pernambuco no sábado (31)

setembro 5, 2019 às 11:20 - Por:

Karolina Oliveira, 16 anos, era estudante, tocava violino e era muito querida no município de Goianinha, Grande Natal. Foto: Redes Sociais

Karolina Oliveira, 16 anos, era estudante, tocava violino e era muito querida no município de Goianinha, Grande Natal. Foto: Redes Sociais

Um mês após a morte da adolescente Karolina Oliveira Gomes, 16 anos, a Polícia Civil deve entregar o inquérito sobre o assassinato da adolescente nesta sexta-feira. “Estamos finalizando algumas diligências para entregar o inquérito até amanhã. Na conclusão, vamos pedir a conversão da prisão temporária do suspeito em prisão preventiva”, explicou o delegado Tiago Cavalcanti, chefe do Núcleo de Homicídios da Paraíba, responsável pela investigação do caso.

O inquérito sobre a morte de Karol vai ser entregue sem o resultado do exame de material genético solicitado pela polícia. De acordo com o delegado Tiago Cavalcanti, o exame de DNA ainda não foi finalizado e de acordo com o Instituto de Perícia Científica da Paraíba (IPC) a conclusão vai demandar um pouco mais de tempo.

“Ainda está sendo analisado se o material colhido no corpo da vítima tem o perfil genético diferente do dela, caso seja diferente, haverá o confronto desses dados com o DNA do suspeito para comprovar se houve violência sexual”, explicou o delegado.

Leia também:
Caso Karol: suspeito tem prisão temporária decretada e nega crime
Caso Karol: motorista suspeito de matar adolescente do RN é preso
Caso Karol: polícia prende dois suspeitos com o celular da vítima
Caso Karol: laudo aponta perfurações no peito e no pescoço
Polícia busca veículo visto na Paraíba na noite que Karol desapareceu
“Temos a imagem de quem conversou com Karol”, diz delegado
Vídeo mostra última imagem de Karol. Enterro provoca comoção
Caso Karol: investigação aponta para participação de dois suspeitos
Adolescente potiguar é encontrada morta e despida em mata na PB
“Ela não tinha inimizades”, diz pai de garota encontrada morta na PB

Josué Cabral dos Santos, 34 anos, é o motorista do caminhão baú visto conversando com Karol no dia em que ela desapareceu. Foto: Redes Sociais

Josué Cabral dos Santos, 34 anos, é o motorista do caminhão baú visto conversando com Karol no dia em que ela desapareceu. Foto: Redes Sociais

O homem apontado como suspeito de matar a adolescente, Josué Cabral dos Santos, 34 anos, está preso desde o dia 31 de agosto. Ele é pernambucano e afirmou ser o motorista do caminhão baú, visto através de imagens de câmeras de vigilância conversando com a estudante no dia em que ela desapareceu em Goianinha.

O caminhoneiro passou por audiência de custódia na segunda-feira (2) em Mamanguape e foi decretada a prisão temporária dele por 30 dias. Josué está preso na cadeia pública da cidade.

Noite do dia 5 de agosto de 2019. Foi a última vez que a família de Karolina Oliveira Gomes, 16 anos, viu a adolescente com vida. A estudante saiu de casa na cidade de Goianinha, Região Metropolitana de Natal, para imprimir um trabalho da escola em uma lan house e desapareceu.

O corpo da estudante foi encontrado no dia seguinte, despido, em um canavial no município de Mamanguape (PB), às margens da rodovia estadual que dá acesso à cidade de Capim.

Karolina Oliveira foi encontrada morta despida em canavial no município de Mamanguape (PB). Foto: Cedida

Karolina Oliveira foi encontrada morta despida em canavial no município de Mamanguape (PB). Foto: Cedida

Segundo a polícia, em interrogatório, Josué Cabral negou ter cometido o crime. Ele afirmou que era o homem que aparece nas imagens e conversou com Karol e outra adolescente na noite do dia 5 de agosto, mas diz que foi apenas para pegar uma informação. “Ele disse que tem sinusite e abordou as duas para pegar informações sobre onde poderia encontrar uma farmácia que tivesse um descongestionante nasal”, explicou o delegado.

Câmeras de vigilância captaram imagens do motorista às margens da BR-101, em Goianinha, conversando com Karol na noite em que ela desapareceu. De acordo com a polícia, a adolescente foi morta no canavial em Mamanguape (PB), onde o corpo foi encontrado despido e com marcas de facadas na manhã do dia 6 de agosto. O percurso que o caminhão fez foi rastreado. De acordo com as informações do rastreamento, o veículo chegou no canavial em Mamanguape às 20h50 e saiu às 21h.

Perfurações no tórax e pescoço. Lesões pulmonares, cardíacas e vasculares. Essa descrição faz parte da causa da morte registrada no atestado de óbito da adolescente.

Marline Negreiros

Jornalista. Editora do OP9 no RN

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: