O portal do Sistema Opinião

POP9

Crime bárbaro

rn

Caso Karol: polícia prende dois suspeitos com o celular da vítima

Adolescente de Goianinha foi encontrada morta despida em um canavial na Paraíba no dia 5 de agosto

agosto 30, 2019 às 06:28 - Por:

Dois homens foram presos em Recife na tarde de quinta-feira (29) com o aparelho celular de Karol. Foto: Polícia Civil PB/Divulgação

Dois homens foram presos em Recife na tarde de quinta-feira (29) com o aparelho celular de Karol. Foto: Polícia Civil PB/Divulgação

Vinte e quatro dias após o corpo da estudante Karolina Oliveira Gomes, 16 anos, ter sido encontrado despido em um canavial em Mamanguape (PB), a Polícia Civil prendeu na tarde da quinta-feira (29) dois homens que estavam de posse do celular da adolescente.

A Polícia Civil da Paraíba, em conjunto com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) do Recife (PE), cumpriu os mandados de prisão temporária da Comarca de Mamanguape contra Carlos Henrique Carvalho Batista e Luciano Rodrigues da Silva.

Leia também:
Caso Karol: laudo aponta perfurações no peito e no pescoço
Polícia busca veículo visto na Paraíba na noite que Karol desapareceu
“Temos a imagem de quem conversou com Karol”, diz delegado
Vídeo mostra última imagem de Karol. Enterro provoca comoção
Caso Karol: investigação aponta para participação de dois suspeitos
Adolescente potiguar é encontrada morta e despida em mata na PB
“Ela não tinha inimizades”, diz pai de garota encontrada morta na PB

Eles foram detidos no bairro do Ibura, no Recife, com o telefone celular da vítima e foram conduzidos para a Central de Polícia Civil de João Pessoa.

O delegado Tiago Cavalcanti, chefe do Núcleo de Homicídios da Paraíba, afirmou que a partir da prisão dos suspeitos a investigação vai ter desdobramentos importantes. “A gente conseguiu apreender o celular que era da vítima, o que é um passo muito significativo”, explicou Cavalcanti.

Ele também afirmou que em interrogatório os dois, inicialmente, estão negando envolvimento no crime. “Os suspeitos negaram participação no crime, mas disseram de quem receberam o aparelho. Nós identificamos essa pessoa e é possível que ela esteja na linha de frente do crime. Agora vamos prosseguir na investigação”, destacou o delegado.

Aparelho celular de Karol não foi localizado no dia em que o corpo foi encontrado em canavial. Pai resgatou a linha e polícia busca aparelho. Foto: Redes Sociais

Aparelho celular de Karol não foi localizado no dia em que o corpo foi encontrado em canavial. Pai resgatou a linha e polícia buscava o telefone. Foto: Redes Sociais

O caso
A estudante Karolina Oliveira saiu de casa na noite do dia 5 de agosto para imprimir um trabalho na lan house da cidade de Goianinha, onde morava e desapareceu. No dia seguinte, a polícia encontrou o corpo da adolescente despido e com marcas de facadas em um canavial no município de Mamanguape (PB), na marginal da rodovia que da acesso à cidade de Capim. O celular da vítima não foi encontrado no local.

Imagens de câmera de segurança de estabelecimentos comerciais de Goianinha mostraram o que pode ser a última imagem de Karol viva. Ela aparece caminhando de short jeans e casaco. A polícia também captou nesse mesmo percurso ela conversando com um motorista de caminhão baú, apontado até o momento como principal suspeito, por ter sido o último visto com a garota.

Marline Negreiros

Jornalista. Editora do OP9 no RN

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: