O portal do Sistema Opinião

POP9

POLÍTICA

rn

Candidato não eleito do PSOL apoia Fátima Bezerra no segundo turno

Mesmo o partido tendo declarado apoio ao presidenciável Fernando Haddad, do mesmo partido de Fátima Bezerra, o diretório do PSOL no RN só decidiu a base nesta quinta-feira

outubro 11, 2018 às 13:13 - Por:

Candidato derrotado do Psol ao Governo do RN, Carlos Alberto Foto: Reprodução/TV Ponta Negra

Candidato derrotado do Psol ao Governo do RN, Carlos Alberto Foto: Reprodução/TV Ponta Negra

O professor Carlos Alberto, candidato não eleito para o governo do estado pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), declarou apoio ao Partido dos Trabalhadores (PT) e, portanto, à candidata Fátima Bezerra, concorrente ao cargo de governadora do Rio Grande do Norte. Depois da apuração das urnas, o professor Carlos Alberto ficou em quinto lugar em quantidade de votos, com 1,93%.

Através de nota, o partido manifestou que “no segundo turno, seguiremos a orientação nacional proposta pela Executiva Nacional do PSOL de apoiar candidaturas que façam frente ao que Bolsonaro representa. No RN, nos somaremos a campanha de Fátima Bezerra (PT), única candidata mulher no Brasil com chances reais de se tornar governadora. Mesmo mantendo largas divergências com o projeto petista, entendemos que o momento histórico exige de nós uma frente ampla de combate ao fascismo. Do outro lado da disputa está Carlos Eduardo Alves (PDT), continuidade da oligarquia Alves, que já sinalizou pleitear o apoio de Bolsonaro à sua candidatura”.

Leia também
Candidatos derrotados ainda não definiram apoios no 2º turno

Já a assessoria do candidato não eleito do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), Dário Barbosa, declarou que o partido iria apoiar nacionalmente o Partido dos Trabalhadores. No entanto, regionalmente não tomou posição ainda porque “a conjuntura local é diferente da disputa entre as candidaturas e projetos a nível nacional. Nacionalmente, há um projeto que claramente defende outro regime, abertamente autoritário”, declarou.

Enquanto o candidato do Solidariedade (SD), Brenno Queiroga, afirmou que a opinião seria dada na tarde desta quinta-feira (11) numa reunião com os dirigentes do partido. Brenno atingiu 6,56% dos votos no Estado, sendo o quarto mais votado.

Bruna Torres

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: