O portal do Sistema Opinião

POP9

Comando

pe

Vice de Demóstenes, Nadegi Queiroz assume Prefeitura de Camaragibe

Nadegi Queiroz é médica e foi eleita na chapa de Demóstenes Meira nas eleições de 2016. Entretanto, ela rompeu com o prefeito 24 dias depois de assumir o cargo

junho 20, 2019 às 11:43 - Por: Redação OP9

Nadegi Queiroz é médica e foi eleita na chapa de Demóstenes Meira nas eleições de 2016. Foto: Facebook/Reprodução

Nadegi Queiroz é médica e foi eleita na chapa de Demóstenes Meira nas eleições de 2016. Foto: Facebook/Reprodução

Após a prisão do prefeito Demóstenes Meira (PTB) nesta quinta-feira (20), quem assume o cargo é a vice, Nadegi Queiroz (PTC). Demóstenes Meira foi preso com outras quatro pessoas na segunda fase da Operação Harpalo, que investiga os crimes de fraudes licitatórias, corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Leia também:
Prefeito de Camaragibe preso em operação da Polícia Civil de PE
Secretário de Camaragibe afastado em operação contra corrupção
Draco investiga novo áudio em que prefeito negocia dinheiro e cargos
Polícia pediu prisão do prefeito de Camaragibe por desvio de R$ 30 mi
Prefeito intimado para depor no Draco e vereador dá parecer pela cassação
Prefeito de Camaragibe depõe em inquérito que apura desvio de R$ 30 mi

A gestão será interina e tem validade de 180 dias. “Tudo vai ser avaliado e auditado, os contratos e as últimas decisões do prefeito. Essa cidade precisa de paz e a paz vai reinar a partir de hoje, porque a gente vai ter uma Câmara coesa. Que nesses 180 dias a gente possa observar, avaliar os erros e não repeti-los”, afirma Nadegi.

Nadegi Queiroz é médica e foi eleita na chapa de Demóstenes Meira nas eleições de 2016. Nomeada secretária de Saúde do município, ela rompeu com o prefeito em janeiro de 2017, apenas 24 dias depois da posse. Nadegi deixou a secretaria e, atualmente, era apenas vice-prefeita.

Entenda o caso

Demóstenes e Silva Meira foi preso no apartamento dele, na Madalena, no Recife, e afastado das funções públicas. Também foram presos os empresários Severino Ramos da Silva e Carlos Augusto e as esposas deles, Luciana Maria da Silva e Joelma Soares, respectivamente. De acordo com a delegada Polyanne Farias, os quatro empresários eram sócios em duas empresas diferentes do ramo da construção civil.

O objetivo da investigação, iniciada em dezembro de 2018, é prender integrantes de organizações criminosas suspeitas de corrupção, fraude em licitação, lavagem de dinheiro e associação criminosa. O prefeito é apontado pela polícia como líder da quadrilha.

Em 26 de março, a primeira parte da operação afastou o secretário de Serviços Públicos e Infraestrutura de Camaragibe, Silvano Queiroz. Durante as ações, o prédio da prefeitura da cidade foi cercado por policiais. Na época, 11 mandados de busca e apreensão domiciliar, duas suspensões de atividades empresariais e dois mandados de medida protetiva também foram cumpridos.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: