O portal do Sistema Opinião

POP9

Inquérito

pe

Polícia Civil investiga candidata do PSL suspeita de ser laranja

Maria de Lourdes Paixão, de 68 anos, recebeu R$ 400 mil, sendo a terceira maior beneficiada do partido no país, mas só teve 274 votos

Fevereiro 13, 2019 às 19:55 - Por: Redação OP9

Lourdes Paixão. Foto: TSE

Lourdes Paixão. Foto: TSE

A Polícia Civil de Pernambuco abriu inquérito para investigar a suspeita de que uma candidata laranja tenha sido lançada pelo PSL para o usar R$ 400 mil do fundo partidário. A pernambucana Maria de Lourdes Paixão, 68 anos, disputou a Câmara dos Deputados e foi a terceira maior beneficiada no repasse de recursos do partido em todo país. Mas o que causou estranheza às autoridades foi o desempenho dela: apenas 274 votos recebidos e que o dinheiro só chegou quatro dias antes da eleição.

Leia também:
PSL em Pernambuco destina R$ 400 mil a candidata de 274 votos

E as ações “atípicas” não param ai. Segundo informações prestadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 95% da verba teria sido usada com a impressão de santinhos e adesivos. Para distribuir todas as propagandas, seria necessário entregar sete panfletos por segundo durante 24 horas ininterruptas. O caso foi revelado pelo jornal Folha de São Paulo, no domingo (10). Maria de Lourdes também foi intimada pela Polícia Federal (PF) a prestar depoimento. No entanto, a PF informou que não havia inquérito aberto e que ela seria ouvida apenas como colaboradora.

A responsável pelo serviço de impressão dos santinhos foi a Gráfica Itapissu. No Portal de Finanças, disponibilizado pela Prefeitura do Recife, o endereço da empresa aparece como na Avenida Santos Dumont, nas Graças. No detalhamento consta que a gráfica tem uma dívida de cerca de R$ 160 mil com o poder público. O estabelecimento já foi contratado por diversos políticos do estado.

À Folha de S.Paulo, Bivar negou que a candidatura tenha sido construída como um esquema ilegal para uso de verba pública. O parlamentar também justificou que o valor que Maria de Lourdes recebeu está dentro do limite legal, mas não soube informar mais detalhes sobre o porquê ela foi beneficiada com um alto valor e o motivo de os recursos demorarem a ser enviados à conta da candidata.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: