O portal do Sistema Opinião

POP9

Arboviroses

pe

Pernambuco tem a primeira morte por chikungunya em 2019

Trata-se da quinta morte por arbovirose notificada pelo órgão desde janeiro. Os outros quatro óbitos foram decorrentes de complicações relacionadas à dengue

outubro 10, 2019 às 13:03 - Por: Redação OP9

Desde o começo do ano, os serviços de saúde pernambucanos registraram 100 mortes suspeitas de terem relação com doenças transmitidas por mosquitosRafael Neddermeyer/Fotos Públicas

Desde o começo do ano, os serviços de saúde pernambucanos registraram 100 mortes suspeitas de terem relação com doenças transmitidas por mosquitosRafael Neddermeyer/Fotos Públicas

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) confirmou a primeira morte de um paciente infectado pela febre chikungunya no estado este ano. Trata-se da quinta morte por arbovirose notificada pelo órgão desde janeiro. Os outros quatro óbitos foram decorrentes de complicações relacionadas à dengue. Desde o começo do ano, os serviços de saúde pernambucanos registraram 100 mortes suspeitas de terem relação com doenças transmitidas por mosquitos. Dessas, 52 foram descartadas, cinco foram confirmadas e 43 seguem em investigação.

De acordo com o boletim epidemiológico mais recente, com dados consolidados até o dia 5 de outubro, houve um aumento de 164% nas notificações de dengue em 2019 em Pernambuco em comparação ao ano passado. Enquanto em 2018 houve 20.119 casos suspeitos nos primeiros nove meses do ano, esse número pulou para 53.168 no mesmo período deste ano.

Leia mais:
Casos de dengue no Brasil aumentam 600%, com 591 mortes
Cidades do Sertão têm aumento de 3.900% nos casos de dengue
Casos de dengue avançam 339% no Brasil e mortes sobem 186,3%

As notificações de chikungunya também registram aumento significativo. De janeiro até agora, já são 7.042 suspeitas reportadas à SES, enquanto as estatísticas de 2018 relativas ao mesmo período apontam para  2.990 casos em investigação — um aumento de 135,5%.

Já a zika, apesar do menos número de casos, apresentou o maior crescimento percentual de casos suspeitos em 2019 entre as três arboviroses em Pernambuco. Os registros cresceram 181,9% em 2019 (quando houve o registro de 3.341 casos suspeitos) com relação aos registros dos mesmos meses de 2018 (1.185 notificações).

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: