O portal do Sistema Opinião

POP9

Surto

pe

Pernambuco já registra 37 casos de sarampo, 14 a mais em uma semana

Apesar de Pernambuco já ter atingido a meta mínima de vacinação da 1º dose em crianças de até 12 meses, o índice não foi atingido no conjunto de municípios da I e VIII Geres

outubro 9, 2019 às 11:12 - Por: Redação OP9

Segundo o Ministério da Sáude, as crianças são as mais suscetíveis às complicações e óbitos por sarampo. Foto: Cristine Rochol/PMPA

Segundo o Ministério da Sáude, as crianças são as mais suscetíveis às complicações e óbitos por sarampo. Foto: Cristine Rochol/PMPA

Em uma semana, Pernambuco registou 14 novos casos de sarampo. De acordo com o boletim epidemiológico mais recente divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), o estado acumula, em 2019, 37 confirmações da doença. Desde o início do ano, já foram notificados 799 suspeitas de infecção pelo vírus em cidades pernambucanas. Entre os casos investigados, 284 foram descartados e 515 seguem em avaliação. O estado é uma das 16 unidades da federação com surto ativo da doença no Brasil.

Confira os municípios com casos confirmados de sarampo em Pernambuco:

  1. Taquaritinga do Norte (14)
  2. Caruaru (6)
  3. Vertentes (5)
  4. Recife (3)
  5. Santa Cruz do Capibaribe (3)
  6. Toritama (3)
  7. Bezerros  (1)
  8. Frei Miguelinho (1)
  9. Jaboatão dos Guararapes (1)

Apesar do número expressivo de novas confirmações, o secretário estadual de Saúde, André Longo, pondera que os novos casos incluídos no boletim são antigos. “Trata-se de pessoas que adoeceram entre os meses de julho e agosto. Todas as medidas para tratar os pacientes e fazer a investigação e bloqueio de novos casos são implementadas logo após a notificação”, avalia ele.

Segundo o secretário, independentemente do resultado positivo após os exames laboratoriais, os casos suspeitos são tratados como se fosse um caso confirmado. A intenção, de acordo com a SES, é evitar sequelas e óbitos nos pacientes e bito e minimizar a possibilidade de contágio. Com o reforço da vacinação, até o dia 4 de outubro, 507.814 pessoas foram imunizadas com a tríplice viral em Pernambuco.

Entre o quantitativo de pacientes vacinados, 215.986 doses foram aplicadas em crianças entre 6 meses e 4 anos. Os números também revelam que o estado conseguiu atingir uma cobertura de 98% na primeira dose da tríplice viral nas crianças com 1 ano. Na segunda dose, que deve ser feita três meses após a primeira, a abrangência é menor: 74,5%.

Segundo o Ministério da Sáude, as crianças são as mais suscetíveis às complicações e óbitos por sarampo, uma vez que a incidência de casos em menores de 1 ano é 9 vezes maior em relação à população em geral. A segunda faixa etária mais atingida é de 1 a 4 anos.

Desde a segunda quinzena de agosto, ficou instituída em todo o Brasil a imunização de bebês entre 6 meses e 11 meses com a tríplice viral. Até então, o esquema vacinal das três doenças só começava após o primeiro ano. Após a administração da “dose zero”, ainda será necessário seguir com o esquema básico de vacinação a partir dos 12 meses, com mais uma dose e um reforço aos 15 meses.

Pouca cobertura da segunda dose da vacina em crianças ainda é preocupante em Pernambuco

Apesar de Pernambuco já ter atingido a meta mínima de vacinação da 1º dose da tríplice viral em crianças de até 12 meses, o índice não foi atingido no conjunto de municípios da I e VIII Gerências Regionais de Saúde (Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Chã Grande, Chã de Alegria, Glória de Goitá, Fernando de Noronha, Igarassu, Ipojuca, Itamaracá, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Pombos, Recife, São Lourenço da Mata, Vitória de Santo Antão, Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista).

“Essas são áreas populosas e que contam com grande circulação de turistas o tempo todo. Por isso a importância de intensificar as ações e fazer busca ativa para evitar bolsões de crianças desprotegidas”, aponta a superintendente de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), Ana Catarina de Melo. Segundo ela, com relação à segunda dose da vacina, considerara essencial para a proteção das crianças, somente as Geres de Palmares e Salgueiro conseguiram atingir a meta mínima de 95%.

Saiba quem precisa se vacinar:
  • Indivíduos de 12 meses a 29 anos de idade: 2 doses de tríplice viral com intervalo mínimo de 30 dias entre elas
  • Indivíduos de 30 a 49 anos de idade não vacinados: 1 dose de tríplice viral
  • Profissionais de saúde não vacinados: 2 doses com a vacina tríplice viral independente da idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas
  • Crianças entre 6 meses e menores de 1 ano, residentes nos nove municípios a seguir, devem tomar uma dose da tríplice viral: Recife, Paulista, Bezerros, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do Norte, Vertentes, Frei Miguelinho e Salgueiro. Importante ressaltar que essas crianças precisarão seguir o esquema normal de imunização a partir dos 12 meses
  • No momento, ainda é indicada a vacinação de crianças de 6 meses a menores de 1 ano que vão se deslocar para municípios que apresentam surto ativo de sarampo. A imunização deve ser feita pelo menos 15 dias antes da viagem

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: