O portal do Sistema Opinião

POP9

Oposição

pe

Pernambucanas fazem ato contra Bolsonaro no Recife

Manifestação acontecerá no próximo dia 29, na Praça do Derby, área central do Recife

setembro 13, 2018 às 18:47 - Por: Redação OP9

Ato acontecerá simultaneamente em todo o país. Foto: Reprodução/Facebook

Ato acontecerá simultaneamente em todo o país. Foto: Reprodução/Facebook

Após a criação do grupo “Mulheres Unidas contra Bolsonaro” no Facebook, pernambucanas que se conheceram na comunidade virtual organizam para o próximo dia 29 um ato de resistência contra as posições do deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). A manifestação acontecerá na Praça do Derby, a partir das 14h. Entre as muitas polêmicas, o candidato já ofendeu a deputada Maria do Rosário e chegou a dizer que não estupraria a deputada porque ela não merece.

De acordo com a descrição do evento, mulheres que se opõem à candidatura de Bolsonaro não se calarão. “Juntas, diversas apoiadoras de diversas candidaturas dizem não ao crescimento da intolerância, recusam discursos de ódio, sexistas, homofóbicos, racistas”. O ato será organizado de forma descentralizada. “Ele surgiu de forma espontânea e está sendo construído por ativistas, militantes políticas”, informaram as organizadoras.

Às 15h, as mulheres seguirão em passeata, de mãos dadas, até a praça da Independência. Na saída da marcha, haverá um apitaço. Na manifestação, 6,4 mil pessoas confirmaram presença ou têm interesse em ir. Na ocasião, também serão arrecadados alimentos e brinquedos para crianças carentes. O protesto, que acontecem simultaneamente em todo país, é visto também como uma tentativa de frear o crescimento do deputado nas intenções de voto.

Pesquisas eleitorais recentes mostram Bolsonaro como líder na corrida pelo Planalto. O Ipobe, divulgado nessa terça-feira (11), mostrou que o parlamentar cresceu quatro pontos percentuais se comparado com o último levantamento. Em 1º de setembro ele aparecia com 22% das intenções e agora está com 26%. Ciro Gomes (PDT) têm 11%, Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB) têm 9%, Fernando Haddad (PT) vem em seguida, com 8%.

Os candidatos Álvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) aparecem com 3%. Vera (PSTU) e Cabo Daciolo (Patriota) têm 1% e os demais não pontuaram. Branco/nulos representam 19% e os entrevistados que não sabem ou não responderam equivalem a 7%.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: