O portal do Sistema Opinião

POP9

POLÍCIA

pe

Paciente psiquiátrico em surto ataca PM e é morto com dois tiros

Segundo a família, Jonathas Carlos era esquizofrênico e confrontou os policiais com uma foice nas mãos. Ele foi controlado com um tiro na coxa e outro no abdome. As equipes ainda tentaram socorrê-lo para a UPA do Curado, mas ele não sobreviveu

setembro 20, 2019 às 17:37 - Por: Redação OP9

Facão utilizado pelo suspeito para agredir PM. Foto: Rubens Marinho/TV ClubeFacão utilizado pelo suspeito para agredir PM. Foto: Rubens Marinho/TV Clube

Foice utilizada pelo suspeito para agredir PM. Foto: Rubens Marinho/TV Clube

Após atacar policiais militares com uma espécie de foice agrícola, na Quinta Travessa José do Patrocínio, no Curado IV, em Jaboatão dos Guararapes, um suposto paciente psiquiátrico foi morto, na tarde desta sexta-feira (20). Segundo a família, Jonathas Carlos dos Santos, de 27 anos, era esquizofrênico. Durante um surto, a mãe dele, que preferiu não se identificar, acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em casos assim, a equipe pede ajuda da Polícia Militar para a ocorrência. Ao chegar no endereço, os profissionais foram surpreendidos com o  jovem com a arma branca em mãos correndo e gritando que mataria todos. Para contê-lo, um dos policiais desferiu dois disparos. Um deles atingiu a coxa e o outro o abdome do paciente. Jonathas ainda foi encaminhado à UPA do Curado, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

De acordo com testemunhas, o confronto aconteceu em uma ladeira. Os militares e socorristas subiam em direção à casa da família, esbarraram na mãe e na cunhada do paciente e, em seguida, o encontraram descendo a rua. Foi solicitado que largasse a foice diversas vezes, mas ele teria ignorado o pedido dos militares. Quando tomou posição de ataque e correu para atingir as equipes, um PM interveio. Eles estariam entre três e cinco metros de distância um do outro.

A família informou que Jonathas já havia sido internado no Hospital Psiquiátrico Ulysses Pernambuco, no bairro da Tamarineira, Recife, mas já estava em casa, sem ser acompanhado por médicos e sem tomar os remédios devidos regularmente. “Ele já tinha surtado antes, mas nunca teve um comportamento agressivo desse jeito, nunca bateu em ninguém ou disse que iria matar”, lembrou o ex-padrasto, identidade preservada.

Jonathas não era casado e nem tinha filhos, morava apenas com a mãe. A mulher disse que acionou o atendimento médico porque estava sendo ameaçada pelo jovem.

POLÍCIA MILITAR – A equipe de reportagem entrou em contato com a PM para saber um posicionamento oficial a respeito da conduta dos militares do 25º Batalhão na ocorrência. Na nota, a corporação não cita que o homem em surto tinha transtornos psiquiátricos.

Leia a nota oficial da Polícia Militar sobre o caso

A Polícia Militar informa que foi acionada pelo SAMU, na tarde desta sexta-feira (20/09), para tentar controlar um homem em surto de fúria, no Curado. O 25º BPM enviou um efetivo ao local e os policiais encontraram o morador bastante violento, com uma foice na mão. Ao contrário de largar a arma, como foi orientado, ele partiu para cima da equipe que em legítima defesa, atirou na perna do suspeito. O disparo não foi suficiente para controlá-lo e ele insistiu em agredir os policiais, que foram forçados a novo disparo, desta vez atingindo a barriga. Ele foi socorrido de imediato, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. A foice foi apreendida e entregue na Delegacia de Polícia Civil de Prazeres, que ficará responsável pela investigação do caso. 

A Polícia Militar de Pernambuco informa que está apurando as circunstâncias do fato em paralelo com o trabalho da Polícia Civil.

A Polícia Militar de Pernambuco informa que vai apurar no âmbito interno as circunstâncias do fato.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: