O portal do Sistema Opinião

POP9

ACIDENTE

pe

Menina morre atropelada por caminhão em Jardim Piedade

Suspeito ainda tentou fugir, mas foi seguido por um morador da comunidade e preso em flagrante por equipes do Batalhão de Polícia de Trânsito

outubro 9, 2019 às 18:39 - Por: Redação OP9

Emily Raniely estava com a mãe quando foi atropelada. Foto: Arquivo de família

Emily Raniely estava com a mãe quando foi atropelada. Foto: Arquivo de família

Uma criança de apenas cinco anos morreu ao ser atropelada por um caminhão de produtos recicláveis, na tarde desta quarta-feira (9), próximo ao terminal de ônibus, em Jardim Piedade, Jaboatão dos Guararapes. A pequena Emily Raniely da Silva Nascimento estava com a mãe quando foi atingida pelo veículo. O motorista, que ainda não foi identificado, fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

Policiais militares do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) que realizavam uma apreensão de drogas em um veículo no bairro de Jardim Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, viram o atropelamento e realizaram a captura do suspeito – evitando, inclusive, que ele fosse linchado pela população revoltada.

Emily é a segunda filha de uma família de quatro irmãos. Ela estava andando de bicicleta pela calçada quando resolveu descer e foi empurrando a bike pelo cantinho da via que margeia o canal de Jardim Piedade. Foi quando, por volta das 16h30, em alta velocidade, o caminhão fez o retorno e acabou passando por cima dela. A menina estava a poucos metros de casa.

“A gente estava vindo da igreja, quando passamos da padaria, ela desceu da bicicleta. Eu disse para ela não ir para a pista, para ficar na calçada. Foi tão ligeiro que não deu nem para ver direito. Quando eu vi, já foi ela debaixo do carro. E ele nem parou. Foi embora nas carreiras”, desabafou a mãe, Aline Galdino da Silva, de 26 anos.

Mãe e avô sempre orientavam a criança a não andar pela avenida. Imagem: TV Clube/Reprodução

Mãe e avô sempre orientavam a criança a não andar pela avenida. Imagem: TV Clube/Reprodução

Peritos do Instituto de Criminalística foram acionados para fazer as análises preliminares na bicicleta, no local e também no corpo. As verificações estão sendo coordenadas pelo perito Raimundo Gomes. As investigações iniciais ficaram sob responsabilidade da delegada Rosileide Carmina, da Delegacia de Plantão de Prazeres.

Bicicleta utilizada pela pequena Emily. Imagem: TV Clube/Reprodução

Bicicleta utilizada pela pequena Emily. Imagem: TV Clube/Reprodução

Muito nervosa e com um filho de apenas um mês nos braços, a mãe de Emily prestou depoimento e espera que o motorista pague pelo que fez. “A mãe dela ainda está de resguardo. Perder uma criança assim de uma forma tão terrível é muito difícil. Minha neta morreu debaixo de um caminhão sendo esmagada até na cabeça. É uma tragédia. Eu, como avô, sempre orientava para que ela não fosse para a rua. Ela sabia do risco. O motorista veio desgovernado pelo canto. Nem parou para prestar socorro. É uma tragédia”, contou o avô Melquisedeque Pereira.

Após as análises periciais, o corpo da criança foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, no Recife.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: