O portal do Sistema Opinião

POP9

FISCALIZAÇÃO

pe

Kartódromo da Torre também é interditado pelo Procon no Recife

Pista localizada no estacionamento de um supermercado foi interditado nesta terça. Já é a segunda interdição em kartódromos do Recife em apenas dois dias

agosto 13, 2019 às 19:15 - Por: Redação OP9


Um dia após a interdição de uma pista de kart em Boa Viagem, onde ocorreu um acidente que arrancou o couro cabeludo de uma estudante, o Procon-PE repetiu a autuação no kartódromo localizado no estacionamento do supermercado Carrefour, no bairro da Torre, na Zona Norte do Recife. Uma fiscalização realizada no equipamento de lazer constatou que o laudo de regularização do Corpo de Bombeiros estava vencido desde 2017. O estabelecimento ficará interditado até que a documentação seja regularizada. Ainda nesta terça, peritos do Instituto de Criminalística estiveram no Adrenalina Kart, local do grave acidente com a cliente, e o laudo deverá sair em até 10 dias.

Leia também:
Vítima de acidente de kart passa por nova cirurgia e estado é grave
Mulher perde couro cabeludo em pista de kart em Boa Viagem
Pista onde estudante perdeu couro cabeludo é interditada pelo Procon
Perícia em circuito onde estudante sofreu acidente de kart será terça

Por volta das 17h30, uma equipe do Procon isolou mais de dez karts e a área de acesso ao Kartódromo GKI Guararapes Kart Indoor. Durante a fiscalização, foram encontradas cópias de um termo de responsabilidade que são entregues para assinatura dos clientes antes das corridas. Um dos itens do documento aponta que “a administradora do kartódromo se exime de toda e qualquer responsabilidade civil ou penal por infrações cometidas ou acidentes causados pelos participantes ou terceiros durante os treinos e as provas”.

Já no kartódromo de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, Débora Stefany Dantas Oliveira, de 19 anos, guiava um dos veículos quando o cabelo dela se soltou do capacete e foi puxado pelo motor do kart. Ela estava no local em companhia do namorado e do tio na tarde do domingo (11). Imagens de câmeras de segurança registraram o acidente.

O couro cabeludo dela foi arrancado no acidente. Segundo a família da vítima, ela esperou a chegada de equipes de resgate por mais de meia hora. O local não dispunha de bombeiros nem de socorristas. Ela foi encaminhada ao Hospital da Restauração (HR), onde teve o tecido arrancado no acidente reimplantado.

Após a instauração de um inquérito pela Delegacia de Boa Viagem, o kartódromo foi periciado por uma equipe do IC. De acordo com o perito Rogério Dantas, nenhuma irregularidade foi constatada na pista e no kart durante o trabalho de campo. “Nós fizemos uma avaliação das condições da pista. Nesse primeiro momento não tem nada evidente”.

O advogado Carlos Artur Ferrão, que defende o estabelecimento, classificou o caso como uma “fatalidade” e reiterou que todos os equipamentos de segurança, incluindo capacete e balaclava, foram usados por Débora. “A maior preocupação da empresa é com a saúde da cliente. Cumprimos todos os procedimentos”.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: