O portal do Sistema Opinião

POP9

Violência

pe

Influenciadora recifense detalha agressões praticadas por músico

Larissa Almeida foi espancada durante uma crise de ciúmes do namorado e diz ter vivido um relacionamento abusivo com o cantor de uma banda de pagode

Maio 13, 2019 às 12:27 - Por: Redação OP9

“As marcas desaparecem, mas o trauma é muito grande. Eu lembro todos dias, não consigo dormir. É um inferno”. Aos prantos, a nutricionista e influenciadora digital Larissa Almeira resume desta forma o que vem passando desde que foi agredida, no dia 2 de maio, pelo então namorado, um cantor de uma conhecida banda de pagode que se apresenta em bares e casas noturnas do Recife. Ainda exibindo vários hematomas e arranhões pelo corpo, resultado da sessão de espancamento que ela conta ter sofrido na casa do suspeito, ela prestou depoimento à polícia nesta segunda-feira dentro do inquérito policial instaurado para apurar o caso.

De acordo com Larissa, a fúria do namorado começou quando eles voltavam para casa. “Ele queria que eu me arrependesse, que eu me envergonhasse por alguma coisa que ele era errada. Ele me pegou pelo pescoço, aí me enforcava, se entrelaçava no meu corpo. Uma hora ele me pegou e me jogou no chão”. Só depois da queda ela consegui se desvencilhar e correr para a varanda do prédio, onde gritou por socorro, mas ninguém se prontificou a ajudá-la.

A nutricionista também relata que, depois de ouvir os apelos por ajuda, o suspeito mudou de comportamento, afirmando que não havia feito nada e pedindo perdão. Ela então pediu que ele a deixasse ir embora. Segundo Larissa, ela já havia sofrido outras agressões por parte do músico e classifica o relacionamento mantido pelo casal como abusivo.

Por conta do episódio, ela decidiu levar a violência a público e publicou detalhes do que sofreu na sua conta do Instagram. Nas postagens, ela detalha o horror que viveu nas mãos do suspeito e mostra fotos das várias lesões que sofreu. “Eu queria ajudar mais mulheres que passam por isso. E também tem o sentimento de Justiça. Quero que ele arque com o que ele fez e não saia impune”, afirma ela.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: