O portal do Sistema Opinião

POP9

Abuso

pe

Homem que estuprou sobrinho de cinco anos é preso no Recife

Menino precisou ser passar por cirurgia e está sendo acompanhado por psicólogos. Prisão foi detalhada pela polícia nesta terça-feira

outubro 9, 2018 às 09:22 - Por: Redação OP9

Um homem foi preso suspeito de abusar sexualmente do próprio sobrinho, uma criança de cinco anos, no bairro de Jardim São Paulo, na Zona Oeste do Recife. De acordo com investigações feitas pelo Departamento de Polícia da criança e do Adolescente (DPCA), o menino contou com detalhes a polícia como teria acontecido o estupro. O suspeito, de 19 anos, era a única pessoa a estar em companhia da criança no momento do crime. O caso foi apresentado nesta terça-feira (9).

Por conta do abuso sexual, a vítima apresentou sangramento na região anal e precisou ser encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Após os primeiros cuidados, o menino foi encaminhado ao Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP) para passar por uma cirurgia de recomposição anal. A criança também está sendo cuidada por psicólogos. De acordo com a DPCA, cerca de 80% dos abusos são cometidos por pessoas próximas a vítima, como parentes.

O abuso

O crime aconteceu no mês de junho. A mãe do menino saiu de casa junto com ele e a filha de três anos. Como o dia estava chuvoso, a mulher resolveu esperar na casa de uma vizinha até que a chuva passasse. Ela pediu ao filho mais velho que fosse pegar uma sombrinha na casa onde a família vive. A criança foi até o local, onde só estava o acusado de cometer o crime. Por conta da demora do menino, a mãe resolveu voltar à casa para saber o que estava acontecendo. Foi então que ela se deparou com o irmão saindo do quarto com o filho nos braços.

A criança chorava muito e tinha sangue no calção. A mãe da vítima perguntou o que havia acontecido, ao que o irmão respondeu que o sobrinho havia caído e se machucado. “Ela desconfiou e perguntou o menino o que teria acontecido. A criança explicou com as palavras dela que houve a prática de sexo anal”, detalhou o delegado Ademir Oliveira.

A Polícia Militar foi chamada e o tio da criança abusada fugiu do local. Os policiais levaram mãe e filho de cinco anos até a UPA da Abdias de Carvalho e, na unidade, os médicos observaram que as lesões eram graves. A criança foi então encaminhada ao IMIP e lá detectou-se que houve ruptura do esfíncter anal, sendo necessária uma  cirurgia para recompor a região.

O crime foi investigado pela Unidade de Prevenção e Repressão aos Crimes Contra Crianças e Adolescentes (Unipreca) e a vítima passou por exame sexológico no Instituto de Medicina Legal (IML). O suspeito passou cerca de três meses foragido e só foi localizado no dia 28 de setembro. Durante o interrogatório, ele confessou o crime. “Apresentamos o caso ao juiz de crimes contra a Criança e Adolescente e ele decretou a prisão preventiva. Descobrimos onde ele estava, interrogamos e ele confessou o abuso. Disse que não se conteve e levou o menino para o quarto, tirou a roupa dele e praticou com uma criança o sexo anal”, completou o delegado Ademir Oliveira.

O homem foi preso por estupro de vulnerável, que tem pena prevista de até 15 anos de detenção. No entanto, há um agravante porque o suspeito é tio da vítima e, por isso, desfrutava de confiança da família. O suspeito foi encaminhado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), onde aguarda julgamento.

Em caso de abuso, Disque 100

Segundo o Ministério da saúde, nos últimos seis anos, os casos de abusos sexuais contra crianças e adolescentes documentados cresceu 83%. No ano de 2011, foram registrados 13.378, passando para 23.456 ao longo de 2017. Os crimes podem ser denunciados pelo Disque Direitos Humanos — ou Disque 100 —, um serviço de proteção a crianças e adolescentes com enfoque na violência sexual. A iniciativa é vinculada ao Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: