O portal do Sistema Opinião

POP9

Tragédia

pe

“Dia dos Pais será para lembrar dele”, diz pai de estoquista morto

Corpo de Augusto Bezerra Silva, de 24 anos, assassinado após reagir a um assalto em Cruz de Rebouças, foi enterrado neste domingo (11) no Cemitério de Igarassu

agosto 11, 2019 às 19:02 - Por: Redação OP9

Augusto Bezerra Silva, de 24 anos, foi morto após reagir a assalto. Foto: Reprodução

Augusto Bezerra Silva, de 24 anos, foi morto após reagir a assalto. Foto: Reprodução

O que era pra ser uma data de alegria e comemoração em família virou de dor e revolta para Vicente Bezerra. Neste domingo (11), em pleno Dia dos Pais, ele enterrou o corpo do filho no Cemitério de Igarassu, no Grande Recife. O estoquista Augusto Bezerra Silva, de 24 anos, foi assassinado na noite do sábado (10), após reagir a um assalto em Cruz de Rebouças, em Igarassu.

Leia também:
Vídeo mostra homem sendo morto a tiros após reagir a assalto

No sepultamento, uma homenagem a Augusto: vários motociclistas, amigos da vítima, acompanharam o cortejo do corpo até a sepultura ao som de buzinas e muitos aplausos. Antes, o velório ocorreu na casa de parentes, próximo à Praia de Mangue Seco.

Prestes a completar nova idade, Vicente diz que a data será para relembrar Augusto, a quem classifica como bom e trabalhador. “Agora, todos os Dias dos Pais e meu aniversário, que é na próxima quinta, serão para relembrar o meu filho”, afirmou. O pai que acredita que Augusto só reagiu porque levou um tapa no rosto.

Corpo de Augusto Bezerra Silva foi enterrado no Cemitério de Igarassu. Foto: Eduardo Moura/TV Clube

Corpo de Augusto Bezerra Silva foi enterrado no Cemitério de Igarassu. Foto: Eduardo Moura/TV Clube

“Só sabe quem perde. Agora a polícia tem que trabalhar para encontrar o culpado”, disse Vicente, sem conseguir segurar as lágrimas. Augusto havia ido de motocicleta buscar a noiva que havia largado do trabalho. Quando estavam a caminho de uma padaria foram abordados por dois suspeitos que anunciaram o assalto.

As cenas foram registradas por uma gravação de vídeo. As imagens fortes mostram um assaltante armado e de capacete abordando Augusto e a noiva, que seguiam a pé e de mãos dadas. Após roubar a moto dele e a bolsa da noiva, ele aponta a arma para a vítima, que entrega o seu celular.

Enquanto a noiva consegue fugir, Augusto permanece encarando o assaltante, que tira o capacete, aponta  a arma para a vítima duas vezes e exige que ele vá embora. Após alguns segundos de hesitação, Augusto se recusa a deixar o local e corre em direção ao criminoso. Neste momento, não é mais possível vê-los nas imagens e dois tiros são disparados.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: