O portal do Sistema Opinião

POP9

prevenção

pe

Dia D de Vacinação Antirrábica para cães e gatos acontece neste sábado

Cerca de 1,5 milhão de animais devem ser vacinados nas cidades pernambucanas

setembro 14, 2018 às 11:53 - Por: Redação OP9

O município de Jaboatão dos Guararapes, por exemplo, oferece 210 pontos de vacinação. Foto: Chico Bezerra/PJG

O município de Jaboatão dos Guararapes, por exemplo, oferece 210 pontos de vacinação. Foto: Chico Bezerra/PJG

Acontece neste sábado o Dia D Nacional de Vacinação Antirrábica Canina e Felina em todo o estado. Cerca de 1,5 milhão de cães e gatos devem ser vacinados nas cidades pernambucanas. Ao todo, cerca de oito mil pontos de vacinação devem funcionar, 400 dos quais só no Recife. Já em Jaboatão dos Guararapes são 210 pontos funcionando entre 8h e 17h.

Os locais de vacinação do Recife podem ser conferidos neste link. Além do Recife e Jaboatão dos Guararapes, outros municípios pernambucanos já divulgaram a programação para o Dia D de Vacinação Antirrábica Canina e Felina. Um deles é Paulista, onde haverá 72 pontos de imunização, com meta de vacinação de 43 mil animais.

Doença

A campanha tem como objetivo controlar a circulação do vírus da raiva canina e felina, além de prevenir a raiva humana. A doença é viral e infecciosa, transmitida por mamíferos. A transmissão ocorre pela penetração do vírus presente na saliva do animal infectado, principalmente pela arranhadura, lambedura e mordedura de mucosas. Quando o vírus chega à corrente sanguínea, multiplica-se e atinge o sistema nervoso periférico para, em seguida, afetar de forma irreversível o sistema nervoso central.

Quem for agredido por algum animal deve lavar imediatamente o ferimento com água e sabão, além de procurar com urgência a unidade de saúde mais próxima. Cachorros infectados pela raiva apresentam sintomas como agressividade tristeza, dificuldade para engolir, salivação, latido rouco e até paralisia nas patas traseiras.

Já nas pessoas, a doença afeta o sistema nervoso central, podendo causar até morte. O período de incubação é extremamente variável, desde dias até anos, com uma média de 45 dias no ser humano, e de 10 dias a dois meses, no cachorro. O último registro da doença em humanos transmitida por cão no estado foi em 2006 e, em gato, em 2017. Nos dois casos, os animais possivelmente entraram em contato com algum morcego contaminado.

Entenda quais animais devem se vacinar

O público-alvo da campanha de vacinação são cães e gatos com idades a partir de três meses e saudáveis. Caso os animais apresentem algum problema de saúde como diarreia, secreção ocular ou nasal, falta de apetite ou tenham realizado cirurgias recentemente, eles não devem tomar a vacina durante a campanha.

Caso as gatas e cadelas estejam prenhas ou no cio, a recomendação é de que também esperem para se imunizar após o fim da campanha. O motivo são os riscos de transporte dos animais, além de evitar postos muito cheios, já que eles podem ficar agitados. Cães e gatos de rua também podem ser vacinados, caso alguém conduza o animal até um dos postos de vacinação.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: