O portal do Sistema Opinião

POP9

FALSIFICAÇÃO

pe

Apreensão de notas falsas no Sertão acende alerta no Agreste

Após a investigação da polícia, foi descoberto que dinheiro sem valor também seria distribuído no polo de confecções de Santa Cruz do Capibaribe

junho 8, 2019 às 16:52 - Por: Redação/ OP9

Além dos R$ 10 mil em notas falsas, também foram apreendidos R$ 500 reais em notas verdadeiras. Foto: Divulgação / PMPE

Além dos R$ 10 mil em notas falsas, também foram apreendidos R$ 500 reais em notas verdadeiras. Foto: Divulgação / PMPE

A Polícia Militar encontrou, na quarta-feira (6), cerca de R$ 9.950 dentro do porta-luvas de um carro na cidade de Carnaubeira da Penha, no Sertão de Pernambuco. As rondas de vigilância começaram após a população, especialmente os comerciantes, passarem a denunciar casos de falsificação de cédulas que estavam acontecendo na região, principalmente com o início do período junino.

A revista no veículo foi feita de maneira minuciosa. Dentro do valor total dos quase R$ 10 mil foram notadas cédulas suspeitas misturadas com notas verdadeiras. Três pessoas estavam no carro no momento da apreensão e são suspeitas de repassarem as cédulas para comerciantes do interior.

Suspeitos de de repassarem as cédulas para comerciantes do interior. Foto: TV Clube

Suspeitos de de repassarem cédulas falsas para comerciantes do interior. Foto: TV Clube

O motorista é um microempresário de confecções, Nelson Manoel da Silva, que já havia sindo preso por furto e receptação. Os passageiros eram a vereadora suplente da cidade de Flores, no Sertão, Shirley de Suely, e um vendedor ambulante, Severino Ramos, detento do regime semiaberto do Presídio de Canhotinho.

Segundo Giovani Santoro, chefe de comunicação da Polícia Federal, dois desses suspeitos negaram qualquer tipo de envolvimento com o crime de falsificação, enquanto um deles assumiu toda a culpa. “Os suspeitos contam que Nelson apenas estava dirigindo o veículo para Severino e Shirley havia pego uma carona para a cidade”, explica Santoro.

Levantamento feito pela Polícia Militar aponta que o trio repassaria as notas falsas também no polo de confecções, em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste. Todos foram encaminhados para audiência de custódia. Severino teve a prisão preventiva decretada.

Quer saber identificar notas faltas? O aplicativo Dinheiro Brasileiro pode ser baixado no smartphone e ser usado para detectar os itens de segurança de uma cédula, ao escanear a nota.

Aplicativo no smartphone ajuda a identificar cédulas falsas. Foto: TV Clube

Aplicativo no smartphone ajuda a identificar notas falsas. Foto: TV Clube

Confira abaixo a reportagem completa do caso:

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: