O portal do Sistema Opinião

POP9

Xeque-mate

pb

Roberto Santiago e Leto Viana são transferidos para penitenciária

Transferências ocorreram na manhã deste sábado (18), em João Pessoa. Ambos foram levados para Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice

Maio 18, 2019 às 11:55 - Por: Redação OP9

Penitenciária fica localizada no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Foto: Divulgação/ Governo da Paraíba

Penitenciária fica localizada no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Foto: Divulgação/ Governo da Paraíba

O ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana, e o empresário Roberto Santiago, foram transferidos na manhã deste sábado (18) para a Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, na capital da Paraíba. Ambos são presos por envolvimento na Operação Xeque-Mate, que investiga a compra do mandato do ex-prefeito do município de Cabedelo.

Leia também:
Termina o prazo para transferência de presos para cadeias comuns
Cerca de 25 presos em batalhões devem ser transferidos para presídios
MPPB determina bloqueio de R$ 58,4 milhões de réus da Xeque-Mate

Inicialmente, o juiz titular da Justiça Militar da Paraíba, Eslú Eloy Filho, havia determinado que a transferência dos presos deveria ter acontecido até a segunda-feira (13), mas a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) argumentou precisar de mais tempo para melhor operacionalização logística.

O empresário Roberto Santiago estava preso no 1º Batalhão de Polícia Militar, no bairro do Varadouro, desde o dia 22 de março. Já o ex-prefeito de Cabedelo, se encontrava no 5º Batalhão, no bairro Valentina Figueiredo, desde abril de 2018.

A decisão da transferência para presídios comuns atinge o empresário Roberto Santiago e o ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana. Foto: Reprodução.

A decisão da transferência para presídios comuns atinge o empresário Roberto Santiago e o ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana. Foto: Reprodução.

Habeas corpus negado

O empresário Roberto Santiago, preso durante a Operação Xeque-Mate, teve o pedido de habeas corpus negado pelo TJPB no dia 7 de maio. Os advogados do empresário alegaram que Roberto Santiago jamais buscou influenciar nenhuma testemunha, ocultar ou destruir provas ou documentos.

Os advogados também afirmaram que ele possui condições pessoais favoráveis, como residência fixa, ocupação lícita, primariedade e bons antecedentes criminais. Roberto Santiago foi preso na manhã do dia 22 de março, por força de um mandado de prisão preventiva. Agentes da Polícia Federal (PF) foram até a casa do empresário no bairro do Bessa, capital paraibana.

Operação Xeque-Mate

A Operação Xeque-Mate foi deflagrada em abril de 2018 desarticulando um esquema de corrupção na administração pública de Cabedelo. Um escândalo que envolveu os poderes Legislativo e Executivo da cidade e colocou na prisão o então prefeito Leto Viana, o vice-prefeito e outros cinco vereadores, entre eles, o presidente da Câmara Municipal, além do radialista Fabiano Gomes e do empresário Roberto Santiago, acusado de pagar pela compra do mandato do prefeito.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: