O portal do Sistema Opinião

POP9

ELEIÇÕES 2018

pb

Mulheres na política: participação feminina ainda é baixa na Paraíba

Apesar do eleitorado feminino ser o maior do país, a participação das mulheres na política no estado ainda é pequena

setembro 13, 2018 às 11:40 - Por: Redação OP9

52,5% correspondem ao sexo feminino em todo o Brasil, o que equivale a 77 milhões de eleitores. Foto: Reprodução/Agência Brasil

52,5% correspondem ao sexo feminino em todo o Brasil, o que equivale a 77 milhões de eleitores. Foto: Reprodução/Agência Brasil

Um avanço social que foi conquistado na década de 1930 e ganhou espaço na política brasileira tem sido a maioria do eleitorado nacional e estadual, isso porque o voto feminino incorporado à Constituição de 1934 como facultativo tornou-se representativo dentro da política brasileira, mesmo após 80 anos.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, dos 147,3 milhões de eleitores aptos a votar nas eleições 2018, 52,5% correspondem ao sexo feminino em todo o Brasil, o que equivale a 77 milhões de eleitores. Já do sexo masculino são 47,5%, o que representa mais de 69 milhões de pessoas. Entretanto, mesmo as mulheres sendo maioria ainda possuem baixa representação na política e muitos partidos sofrem com a falta de candidaturas femininas que obrigatoriamente precisam reservar 30% das vagas para elas. Nas eleições de 2018, a Paraíba conta com a participação de 418 candidatos do sexo masculino e 188 do sexo feminino, ou seja, apenas 31% das mulheres disputam as eleições deste ano.

Para o advogado André Motta, o Brasil sofre com isso e ainda é preciso avançar muito quando se fala em inclusão feminina na política. “Precisamos avançar no processo de inclusão social da mulher na política que é a maior parte do eleitorado”, destacou.

As mulheres ainda são minoria na Câmara Legislativa de João Pessoa. Foto: Reprodução/TV Manaíra

As mulheres ainda são minoria na Câmara Legislativa de João Pessoa. Foto: Reprodução/TV Manaíra

Já segundo a vereadora da Câmara de João Pessoa, Raíssa Lacerda, que já está há mais de 20 anos na política, ela atribui a falta de candidaturas femininas às atividades exercidas pelas mulheres dentro e fora do ambiente de trabalho. “Nós temos uma jornada não só no trabalho em si, mas trabalhamos fora cuidando dos filhos e marido, o que dificulta que muitas mulheres possam se candidatar”.

Raíssa é uma das três parlamentares que ocupam a cadeira na câmara legislativa de João Pessoa, que atualmente conta com vinte e quatro homens como vereadores. Mesmo sendo minoria dentro do ambiente de trabalho, a parlamentar acredita que futuramente esse cenário possa mudar. “Nós estamos em fase de avanços e a tendência é crescer mulheres que coloquem nome à disposição”.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: