O portal do Sistema Opinião

POP9

Desastre

ne

Sergipe declara situação de emergência por óleo nas praias

Um gabinete de crise foi criado no estado para acompanhar o caso e, na segunda-feira, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é esperado para um voo sobre os locais atingidos

outubro 6, 2019 às 14:25 - Por: Denise Luna (Agência Estado)

Óleo preto na praia Coroa do meio em Aracaju (Marcos Rodrigues/ secom)

Óleo preto na praia Coroa do meio em Aracaju (Marcos Rodrigues/ secom)

O governo de Sergipe decretou no sábado, 5, situação de emergência devido ao aumento de danos ambientais causado pelo óleo de origem desconhecida que vem tomando as praias do Nordeste do País desde setembro.

Um gabinete de crise foi criado no estado para acompanhar o caso e, na segunda-feira, 7, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é esperado para um voo sobre os locais atingidos e para trazer uma solução do governo federal para o problema que já dura duas semanas.

Leia também:
Manchas de óleo na Lagoa do Pau impressionam banhistas
Praia do Futuro está imprópria para banho devido a manchas de óleo
124 localidades foram afetadas por manchas de óleo no Nordeste

Em Sergipe, as primeiras manchas de petróleo apareceram no dia 24 de setembro. Segundo o governo do estado, desde então vem tomando medidas para minimizar os impactos da poluição. “A preocupação é que a situação vem se agravando como aumento da quantidade de manchas aqui no estado, o que faz com que o governo tenha que definir novas ações”, explica nota do governo em sua página na Internet. Ainda de acordo com o site, a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) vem atuando com outros órgãos na limpeza da areia e na coleta de amostras de água para serem analisadas e enviadas também para a Marinha do Brasil, que ajuda no caso.

A Petrobras já informou que analisou o óleo e descartou ser de suas operações. Até o momento, a origem da poluição continua desconhecida.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: