O portal do Sistema Opinião

POP9

Investigação

ne

Caso Karol: suspeito tem prisão temporária decretada e nega crime

Josué Cabral dos Santos, 34 anos, é o motorista do caminhão baú que foi visto conversando com a adolescente em Goianinha na noite em que ela desapareceu

setembro 2, 2019 às 11:21 - Por:

Atualizada às 12h35

A Justiça Estadual da Paraíba decretou na manhã desta segunda-feira (2) a prisão temporária de 30 dias de Josué Cabral dos Santos, motorista suspeito de assassinar a adolescente potiguar Karolina Oliveira Gomes, 16 anos, em Mamanguape no dia 5 de agosto. Ele foi encaminhado para a cadeia pública da cidade, mas a polícia acredita que no a prisão preventiva será determinada nesse período.

Caminhoneiro, 34 anos, casado, pai de dois filhos e morador de Recife. De acordo com vizinhos, um homem trabalhador e acima de qualquer suspeita. Essas são as características do principal suspeito de matar a estudante. Mesmo sem ter antecedentes criminais, o motorista é apontado pela polícia como autor do assassinato da estudante. Ele foi o último a ser visto com a adolescente antes dela desaparecer.

De acordo com o delegado Tiago Cavalcanti, chefe do Núcleo de Homicídios da Paraíba, todas as evidências apontam para ele. “Ele foi visto abordando a adolescente. O percurso do caminhão que ele dirigia foi rastreado e mostra que ele desviou do posto da PRF e que parou no local onde Karol foi encontrada morta”, explicou.

Familiares e amigos de Karol acompanham do lado de fora do Fórum de Mamanguape a audiência de custódia do suspeito de matar a adolescente. Foto: César Cristian/TV Ponta Negra

A polícia informou que a perícia realizada no local onde a vítima foi encontrada, confirma que ela foi morta ali mesmo. Segundo o delegado, o caminhoneiro estava sozinho no caminhão e levou cerca de dez minutos para matar Karolina.

Leia também:
Caso Karol: motorista suspeito de matar adolescente do RN é preso
Caso Karol: polícia prende dois suspeitos com o celular da vítima
Caso Karol: laudo aponta perfurações no peito e no pescoço
Polícia busca veículo visto na Paraíba na noite que Karol desapareceu
“Temos a imagem de quem conversou com Karol”, diz delegado
Vídeo mostra última imagem de Karol. Enterro provoca comoção
Caso Karol: investigação aponta para participação de dois suspeitos
Adolescente potiguar é encontrada morta e despida em mata na PB
“Ela não tinha inimizades”, diz pai de garota encontrada morta na PB

No entanto polícia ainda investiga se ele agiu sozinho ou havia mais alguém no caminhão baú. A Polícia Civil, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal, prendeu o motorista no sábado (31) em um posto de combustível no município de Custódia, BR-232, em Pernambuco. Ele foi autuado por homicídio qualificado e feminicídio.

Antes chegar no assassino da garota, a polícia prendeu outros dois suspeitos. Carlos Henrique Carvalho Batista, de 23 anos, e Luciano Rodrigues da Silva, de 31. Com eles estava o celular da vítima.

Segundo a polícia, em interrogatório Josué Cabral negou ter cometido o crime. Ele afirmou que conversou com Karol e outra adolescente na noite do dia 5 de agosto, mas diz que foi apenas para pegar uma informação. “Ele disse que tem sinusite e abordou as duas para pegar informações sobre onde poderia encontrar uma farmácia que tivesse um descongestionante nasal”, explicou o delegado.

Karolina Oliveira foi encontrada morta despida em canavial no município de Mamanguape (PB). Foto: Cedida

Karolina Oliveira foi encontrada morta despida em canavial no município de Mamanguape (PB). Foto: Cedida

Câmeras de vigilância captaram imagens do motorista às margens da BR-101 em Goianinha conversando com Karol na noite em que ela desapareceu. De acordo com a polícia, a adolescente foi morta no canavial em Mamanguape (PB), onde o corpo foi encontrado despido e com marcas de facadas na manhã do dia 6 de agosto. O percurso que o caminhão fez foi rastreado. De acordo com as informações do rastreamento, o veículo chegou no canavial em Mamanguape às 20h50 e saiu às 21h.

A polícia informou que o caminhão em que o motorista estava quando foi preso no sábado não é o mesmo usado no dia do crime. O caminhão baú visto nas imagens da PRF foi apreendido e será periciado. A Polícia Civil investiga se há a participação de outras pessoas e aguarda o laudo pericial para comprovar se houve estupro.

Karolina Oliveira, 16 anos, saiu de casa no dia 5 de agosto para imprimir trabalho em uma lan house em Goianinha e desapareceu. Foto: Redes Sociais

Karolina Oliveira, 16 anos, saiu de casa no bairro Sapucaia, em Goianinha, Região Metropolitana de Natal (RN), na noite do dia 5 de agosto para ir até uma lan house imprimir um trabalho da escola e não voltou mais.

A polícia encontrou o corpo da garota despido e com marcas de facadas em um canavial no município de Mamanguape (PB), na rodovia que dá acesso à cidade de Capim.

Marline Negreiros

Jornalista. Editora do OP9 no RN

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: