O portal do Sistema Opinião

POP9

Manchester

in

Inglaterra trata ataque a faca no ano-novo como ato de terrorismo

Chefe da polícia da Grande Manchester, Ian Hopkins, disse que duas pessoas sofreram ferimentos “muito graves” e permanecem no hospital em tratamento

Janeiro 1, 2019 às 11:18 - Por: Agência Estado

Policiais imobilizam homem que esfaqueou três pessoas na cidade inglesa de Manchester. Foto: Vídeo/Reprodução

Policiais imobilizam homem que esfaqueou três pessoas na cidade inglesa de Manchester. Foto: Vídeo/Reprodução

A polícia da cidade de Manchester, na Inglaterra, disse nesta terça-feira (1º) que está tratando o ataque a faca contra três pessoas no réveillon como um episódio de terrorismo. O chefe da polícia da Grande Manchester, Ian Hopkins, disse que duas pessoas sofreram ferimentos “muito graves” e permanecem no hospital em tratamento. Um sargento da polícia esfaqueado no ombro já foi liberado.

A polícia não forneceu a identidade do suspeito, que foi preso por tentativa de homicídio. Uma testemunha disse que ele gritou slogans islâmicos durante o ataque. O incidente aconteceu na Estação Victoria, em Manchester, pouco antes das 21h (horário local), na véspera de ano-novo. A movimentada estação de trem fica ao lado da Manchester Arena, onde um suicida matou 22 pessoas em um show da Ariana Grande em 2017.

A polícia tentou garantir que a área é segura apesar do ataque. “Eu sei que os eventos da noite passada afetaram muitas pessoas e causaram preocupação”, disse Hopkins. “O incidente ter acontecido tão perto da cena do ataque terrorista em 22 de maio de 2017 o torna ainda mais terrível.” A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, expressou preocupação pelas vítimas e agradeceu aos socorristas por sua “resposta corajosa”.

A polícia disse que não há indicação de que outros estejam envolvidos no planejamento ou assistência ao ataque. A investigação está sendo liderada pela polícia antiterrorismo do Reino Unido. O chefe de polícia assistente Rob Potts disse que o incidente é “não contínuo” e não há “atualmente nenhuma informação de inteligência que sugira haver uma ameaça maior”. A polícia disse que oficiais extras estarão nas ruas nesta terça-feira como precaução.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: