O portal do Sistema Opinião

POP9

Luto

br

Famoso pelo bordão “isso non ecziste”, padre Quevedo morre aos 88 anos

Radicado no Brasil, religioso ficou famoso ao desmascarar o ilusionista Uri Geller, que dizia ter poderes paranormais. Ele também era conhecido pelo seu bordão “Isso non ecziste”

Janeiro 9, 2019 às 11:32 - Por: Redação OP9

Jesuíta espanhol tinha 88 anos e morava desde 2012 na residência Irmão Luciano Brandão, na capital mineira. Foto: Instituto Padre Quevedo/Youtube/Reprodução

Jesuíta espanhol tinha 88 anos e morava desde 2012 na residência Irmão Luciano Brandão, na capital mineira. Foto: Instituto Padre Quevedo/Youtube/Reprodução

Umas das figuras religiosas mais conhecidas dos últimos anos, Oscar Gonzalez Quevedo Bruzan, o Padre Quevedo, morreu na madrugada desta quarta-feira (9) em Belo Horizonte. O jesuíta espanhol tinha 88 anos e morava desde 2012 na residência Irmão Luciano Brandão, na capital mineira. O religioso faleceu em decorrência de problemas cardíacos. O enterro de padre Quevedo será esta quinta-feira (10), às 10h, no Cemitério Bosque da Esperança.

Radicado no Brasil, padre Quevedo ficou famoso ao desmascarar o ilusionista Uri Geller, que dizia entornar talheres com seus poderes paranormais. Ele também ganhou notoriedade ao apresentar um quadro na televisão onde desvendava fenômenos da natureza e revelar farsas de charlatões. O religioso ficou marcado pelo seu bordão “Isso non ecziste”.

Padre Quevedo também foi professor universitário de parapsicologia no Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal) e do Centro Latino-Americano de Parapsicologia (CLAP) até o ano de 2012, quando se aposentou. Por seus estudos sobre o campo da parapsicologia e psicologia, ele é considerado um dos maiores expoentes do mundo nessa área.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: