O portal do Sistema Opinião

POP9

Despedida

br

Corpos das vítimas do massacre em escola de Suzano são velados

Cinco estudantes (todos adolescentes) e três adultos, com idades entre 15 e 59 anos, foram mortos no ataque a tiros

Março 14, 2019 às 09:09 - Por: Redação OP9

Cinco adolescentes e três adultos morreram no massacre. Foto: Facebook/Reprodução

Cinco adolescentes e três adultos morreram no massacre. Foto: Facebook/Reprodução

Já estão sendo veladas as vítimas do ataque a tiros na Escola Estadual Professor Raul Brasil, ocorrido nesta quarta-feira (13) em Suzano, São Paulo. Cinco estudantes (todos adolescentes) e três adultos, com idades entre 15 e 59 anos, foram mortos no massacre. Após matarem as vítimas, Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, um dos atiradores, atirou em Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, e depois se matou.

Leia também:
Sobe para 11 o número de feridos em escola. Dez pessoas morreram
Atiradores usaram revólver e arma medieval em atentado em Suzano
Caso de Suzano não mudará atuação da Bancada da Bala, diz líder
No Twitter, Bolsonaro lamenta massacre em escola de Suzano
Dois atiradores invadem escola, matam oito e cometem suicídio
“Achei que fosse bombinha”, diz aluna que escapou de massacre

Os atiradores foram primeiro em uma revendedora de carros usados, onde balearam o tio de Guilherme, Jorge Antonio de Moraes, dono do estabelecimento. Em seguida, foram até à escola, onde mataram mais cinco alunos, a coordenadora pedagógica e a inspetora da instituição de ensino. Outras 11 pessoas ficaram feridas.

Saiba quem são as vítimas:
  1. Caio Oliveira, 15 anos, estudante
    O aluno da Raul Brasil era fã de basquete e rap. Muitas fotos no seu Facebook mostravam cestas e bolas do esporte. Caio também se interessava por músicos como Emicida e Racionais MCs. Ele era tido como um adolescente estudioso e com muitos amigos.
  2. Douglas Murilo Celestino, 16 anos, estudante
    Chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. Foi o último a ser identificado. Ele levava no bolso o RG de João Victor Ramos Lemos, um dos feridos. Fã de futebol, curtia páginas como as de Ronaldinho Gaúcho e de diversos times europeus, como Real Madrid e Bayern de Munique. Era torcedor do Corinthians.
  3. Samuel Melquiades Silva Oliveira, 16 anos, estudante
    Religioso, frequentava a igreja e ajudava o pai nas pregações. Samuel curtia desenhos e também gostava de jogos de videogame como Pokémon, Sonic e Zelda.
  4. Claiton Antonio Ribeiro, 17 anos, estudante
    Aluno do 3º ano do Ensino Médio, Cleiton era um rapaz quieto e reservado, mas descrito também como muito gentil, e não tinha o hábito de usar redes sociais. Ele tinha ido ao cinema pela primeira vez na terça-feira (12), véspera do massacre.
  5. Kaio Lucas da Costa Limeira, 15 anos, estudante
    Muito ativo nas redes sociais, era fã de futebol e torcia pelo Santos. Uma de suas fotos no Facebook mostrava o adolescente em uma luta de jiu-jitsu.
  6. Marilena Ferreira Vieira Umezo, 59 anos, funcionária da escola
    A coordenadora pedagógica foi a primeira pessoa a ser morta pelos atiradores na escola. Muito querida, era engajada com os trabalhos da igreja que frequentava e também utilizava bastante as redes sociais. No seu Facebook, falava sobre temas como a reforma da Previdência e a Lava-Jato.
  7. Eliana Regina de Oliveira Xavier, 38 anos, funcionária
    Inspetora da escola, era bastante querida pelos alunos.
  8. Jorge Antonio de Moraes, 51 anos, empresário
    O dono da revendedora de carros usados JJV Veículos era tio de Guilherme, um dos atiradores. Foi o primeiro a ser morto, antes mesmo do sobrinho e Luiz Henrique irem até à escola. Jorge foi baleado por Guilherme no escritório da loja dele.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: