O portal do Sistema Opinião

POP9

Opinião

pb

Um girassol a menos no canteiro socialista paraibano

A nova baixa é sinal de que o PSB não está conseguindo gerenciar a crise interna

setembro 25, 2019 às 13:12 - Por:

Um girassol a menos no canteiro socialista

Tempos difíceis para o PSB paraibano. Não adianta querer colocar panos quentes. Não adianta dizer que é um processo natural de acomodação. A crise no PSB não é natural porque foi provocada. Alguém tocou fogo.

Houve um fato: uma intervenção, uma decisão vertical que contraria o discurso sustentado pelos socialistas – por mais que a lógica interna dos partidos em geral seja antidemocrática. Essa intervenção foi o bastante para desagradar uma porção de gente. Gente que classificou como golpe a atitude da direção nacional do partido.

Como toda ação gera uma reação, ela veio a galope. Socialistas renunciaram aos seus cargos e funções. Tem gente cobrando a lista com os nomes dos responsáveis pela dissolução do diretório estadual que levou à queda do presidente Edvaldo Rosas. Alegam que foi factoide, ou, para entrar na moda, fake news. Seria tudo pelo poder.

A mais nova baixa tinha raízes profundas nesse solo: Rubens Freire rejeitou a fórmula adotada pelo partido que ajudou a fundar, e decidiu não compactuar com a trama, deixando um trauma ainda maior no canteiro socialista. Rubens não se adaptou ao clima seco e sombrio que se abateu sobre o PSB.  E quando um girassol morre, sinal que faltou luz… Neste caso, a luz da razão e do entendimento.

Rejane Negreiros

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: