O portal do Sistema Opinião

POP9

Política

pb

Aridez no canteiro girassol dentro da ALPB

PEC de Ricardo Barbosa e reação de colegas de partido fazem o clima esquentar na bancada governista

novembro 7, 2018 às 22:05

Queda de braço na bancada governista. Ricardo Barbosa e Gervásio Maia em clima de guerra.

Não é que tudo tenha sido sempre um mar de rosas, mas a relação dos integrantes da bancada governista na Assembleia Legislativa anda com gostinho de azedo. Culpa das Eleições, ou melhor, de Ricardo Coutinho.

É que a partir do momento em que ele resolveu apoiar algumas candidaturas e deixou outras à deriva, criou-se um mal-estar e muita gente acabou chateada. Aí bastou uma faísca para que se começasse um incêndio. Sinal de que as relações já estavam áridas.

De onde veio a faúlha? Da PEC apresentada por Ricardo barbosa (PSB). A proposta que altera a Constituição Estadual e veda a reeleição do presidente da ALPB foi aprovada há menos de uma semana e já é contestada por três colegas de partido de Barbosa. Hervásio Bezerra, líder do governo, Estela Bezerra e Jeová Campos entraram com um requerimento para anular a votação sob o argumento de que o processo feriu o regimento interno.

Gervásio Maia, também do PSB e presidente do Parlamento estadual, recebeu o documento e o encaminhou para análise da Procuradoria. Foi acusado pelo autor da PEC de “sabotador” porque não levou o texto para votação em segundo turno como manda o figurino.

Óbvio que teve bate-boca. Há interesses distintos em jogo. Ricardo Barbosa quer preparar o terreno para a própria eleição no biênio seguinte. O conflito repousa aí. Não há como garantir que essa jogada dê certo.

Do outro lado, a preocupação é segurar o comando da casa nas mãos dos aliados de João Azevedo com a eleição de Adriano Galdino agora e uma provável recondução ao cargo depois. Sem a PEC no caminho, isso fica mais fácil.

No entendimento de Ricardo Barbosa, Gervásio se agacha aos interesses do Executivo numa subserviência que viola a independência dos Poderes. Gervásio, por sua vez, diz que representa o interesse de todos os parlamentares e não pode ignorar o requerimento. Há uma queda de braço em questão… Resta saber quem vai ter mais força.

Façam suas apostas!

Rejane Negreiros

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: