O portal do Sistema Opinião

POP9

Vídeo

rn

Para senador Styvenson, Bolsonaro errou no decreto das armas

Senador do Podemos que é ex-capitão da PM explica porque votou contra o decreto do presidente da República que previa a flexibilização do porte de armamentos no Brasil

junho 21, 2019 às 17:25 - Por: Everton Dantas

Senador Styvenson Valentim alega respeito á Constituição para votar contra decreto das armas de Bolsonaro. Foto: Reprodução/TV Ponta Negra

Styvenson Valentim alega respeito á Constituição para votar contra decreto das armas de Bolsonaro. Foto: Reprodução/TV Ponta Negra

O senador Styvenson Valentim (Pode-RN) acredita que o presidente Jair Bolsonaro cometeu um erro ao tentar legislar por meio de decreto, no caso da flexibilização do porte de armas no Brasil. E afirma que essa é a justificativa para ter votado contra a iniciativa. “Como é que muda uma lei? É com decreto? É com outra lei”, explicou, alegando seguir a Constituição.

E afirmou: “Foge da atribuição do presidente, legislar por decreto. Fugiu”. Styvenson Valentim tem sido alvo de críticas após o voto. Alguns eleitores, pela internet, afirmam que ele teria prometido durante a campanha apoiar a liberação do porte de armas.  O senador mantém que apóia, mas faz ressalva: com critérios.

Leia também:
Senador propõe castração química para estuprador reincidente
Senador propõe exame toxicológico para todos os policiais no Brasil
Senador critica votos a favor da descriminalização da maconha

Na opinião dele, o decreto fazia alterações na lei original sobre o tema. “Ele (o decreto) criou novas categorias para ter arma de fogo sem expressar necessidade”. O senador defende que o porte e a posse de arma podem sim ser flexibilizados, mas precisam ter critérios rígidos. Ele é autor inclusive de um projeto que propõe o exame toxicológico para quem pretende usar armamento.

“Eu não dou nem um celular a uma pessoa drogada. Não vou dar também uma arma de fogo”. As afirmações foram feitas em entrevista concedida à jornalista Margot Ferreira, no Jornal do Dia, telejornal diário da TV Ponta Negra, emissora do Sistema Opinião. O senador disse também que vai sempre seguir a Constituição, lei que jurou seguir quando tomou posse. “Como é que eu estou me contradizendo se eu estou seguindo a constituição?”

Assista abaixo a íntegra da entrevista na qual ele fala também sobre castração química para estupradores  e as mudanças na lei de trânsito.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: