O portal do Sistema Opinião

POP9

Votação

rn

No Coaf, RN foi o único do Nordeste com maioria a favor de Moro

Dos oito deputados federais do Rio Grande do Norte, três disseram “sim” à permanência do Coaf no Ministério da Justiça; dois “não”; e outros três não votaram

Maio 23, 2019 às 11:30 - Por: Everton Dantas

Três dos oito deputados federais do RN faltaram á votação que decidiu tirar o Coaf do controle de Sérgio Moro. Fotos: Agência Câmara

Três dos oito deputados federais do RN faltaram á votação que decidiu tirar o Coaf do controle de Sérgio Moro. Fotos: Agência Câmara

O Rio Grande do Norte foi o único estado do Nordeste que teve maioria de deputados federais votando a favor de manter o Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sob o comando do ministro Sérgio Moro (Justiça). Os deputados Walter Alves (MDB), Benes Leocádio (PRB) e General Girão (PSL) votaram a favor do ministro.

Os dois votos contrários à permanência do Coaf sob os domínios de Sérgio Moro foram de Natália Bonavides (PT) e Beto Rosado (PP).  Três deputados faltaram à votação: João Maia (PR), Fábio Faria (PSD) e Rafael Motta (PSB). Em Pernambuco, 15 deputados foram contra a mudança; e 9 a favor. O deputado Túlio Gadelha (PDT-PE) foi um dos que disse sim a Sérgio Moro.

Leia também:
Votação do Coaf: maioria dos deputados do NE fica contra Moro
Câmara aprova volta do Coaf para o Ministério da Economia

Na Bahia, 24 votaram contra a ida do Coaf para a Justiça. O pastor Sargento Isidório (Avante), mais votado na última eleição, foi um deles. Na Paraíba, dos nove deputados presentes, 5 disseram “não” a Sérgio Moro e 4 disseram “sim”. Um dos que votou favorável à permanência do Coaf na Justiça foi o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB).

Em Alagoas, 3 votaram a favor de Moro e 6 contra. O deputado mais votado nas últimas eleições naquele estado, Jhc (João Henrique Holanda Caldas), do PSB, votou a favor da ida do Coaf para o Ministério da Justiça. No Piauí, o placar foi de 8 a 1 pela mudança para o Ministério da Economia.

Em Sergipe, 5 deputados federais disseram “não” a Moro e 2 “sim. Na Bahia o placar foi de 10 a 24 favorável à ida do Coaf para o controle de Paulo Guedes. E no Ceará, 14 votaram contra o ex-juiz da Lava Jato, enquanto 4 queriam que o Coaf permanecesse no Ministério da Justiça.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: