O portal do Sistema Opinião

POP9

Aposentadoria

rn

“Não pretendo ser mais candidato”, afirma Garibaldi Alves Filho

Em entrevista pelos 20 anos do Jornal do Dia, ex-senador do MDB anuncia que não disputará mais eleições e que a partir de agora se dedicará a “pedir votos para os outros”

Maio 3, 2019 às 17:29 - Por: Everton Dantas

O ex-senador Garibaldi Alves Filho (MDB) não vai mais concorrer a cargos eletivos. Aos 72 anos, e se recuperando de uma cirurgia na cabeça, o atual presidente estadual do PMDB pretende agora pedir votos apenas para os outros. “Não vou deixar a política, mas não pretendo ser mais candidato”, disse, em entrevista à jornalista Margot Ferreira.

A conversa com o senador foi ao ar nesta sexta-feira (3) para celebrar os 20 anos do Jornal do Dia. Há duas décadas, quando o jornal nasceu na TV Ponta Negra, emissora do Sistema Opinião, Garibaldi Alves Filho foi o primeiro entrevistado. Na época ele era governador do RN.

Leia também:
Garibaldi e Walter Alves deixam MDB se Henrique voltar a presidir partido

De acordo com o presidente do MDB, ser candidato é muito estressante. “Toda sua vida fica voltada para aquele pleito e há toda uma fiscalização em torno de você. E a cobrança é muito grande”, explicou.

Segundo ele, a ideia é permanecer na política sem precisar pedir votos para si. “A política é a arte de você pedir a confiança das pessoas. E isso não é fácil, ter essa confiança reiteradas vezes, como eu tive. Agora eu vou pedir para os outros. Aliás pedir para os outros eu já peço há muito tempo”, disse.

Ex-senador Garibaldi Alves Filho não conseguiu se reeleger em 2018. Foto: Reprodução/TVPN

Ex-senador Garibaldi Alves Filho não conseguiu se reeleger em 2018. Foto: Reprodução/TVPN

Garibaldi Filho quer resolver conflito entre Walter Alves e Henrique Alves

Com relação ao conflito entre seu filho, o deputado Walter Alves, e seu primo, o ex-deputado Henrique Alves, o ex-senador disse que tentará resolver essa situação. Há algumas semanas Walter se colocou publicamente contra o retorno de Henrique à presidência do MDB estadual.

Segundo Garibaldi Filho, essa é a opinião de seu filho; e precisa ser respeitada. Mas ele pretende trabalhar para encerrar a divergência. “Ele (Henrique Alves) pode voltar (a presidir o PMDB). Isso é a opinião de Walter. Agora, o que é preciso é ter cuidado para que o partido não fique estigmatizado como o partido de uma família só, de um clã”.

E acrescentou: “O RN não quer mais ver uma família presente na política a despeito de nós termos permanecido esse tempo todo na política. O RN quer mudanças. E uma dessas mudanças deve ser mesmo não ter tantos familiares (num partido só)”. Ainda na entrevista, o ex-senador fez sua avaliação com relação aos governos do presidente Jair Bolsonaro (PSL), em quem votou no segundo turno; e da governadora Fátima Bezerra (PT).

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: