O portal do Sistema Opinião

POP9

Segurança

rn

Força-tarefa de combate a organizações criminosas no RN é criada

Grupo será formado graças a acordo de cooperação técnica assinado nesta quinta-feira, firmado entre a Polícia Federal e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do estado

julho 18, 2019 às 17:23 - Por: Everton Dantas

Secretário de Segurança, Francisco Araújo, assina acordo que cria força-tarefa de combate a organizações criminosas no RN. Foto: Elisa Elsie/Assecom

Secretário de Segurança, Francisco Araújo, assina acordo que cria força-tarefa de combate a organizações criminosas no RN. Foto: Elisa Elsie/Assecom

O Rio Grande do Norte vai passar a contar com uma força-tarefa para combater o crime organizado no estado. A medida é resultado de acordo de cooperação técnica assinado nesta quinta-feira (18) pelo governo do RN, representado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), e a Superintendência da Polícia Federal no RN.

De acordo com informações do governo, “a força-tarefa agirá no combate a diversos crimes no RN, desde o tráfico de drogas nacional e internacional até a lavagem de dinheiro, com uma ação conjunta envolvendo as polícias Militar e Civil sob a coordenação da Polícia Federal”.

Leia também:
RN recebe R$ 2 milhões em equipamentos para Segurança
Mortes violentas diminuíram 30% em primeiro semestre de 2019
Governo vai propor prêmio por apreensão de armas a policiais no RN

De acordo com uma publicação numa rede social, pelo perfil da Sesed, “o modelo de força-tarefa forjado a partir do acordo de cooperação técnica entre o Governo e a instituição federal é pioneiro no Brasil”.

O acordo tem validade de cinco anos, contados a partir da publicação no Diário Oficial da União. “Essa parceria aponta que estamos trabalhando e trazendo resultados. Com essa parceria a Polícia Federal dá ainda mais credibilidade e mostra que acredita no sistema de segurança pública potiguar. Vamos prestar um grande serviço à população”, disse o secretário de Segurança, Francisco Araújo.

Na avaliação da governadora Fátima bezerra, “o acordo representa um avanço no combate ao crime organizado e na busca pela diminuição dos índices de criminalidade no Rio Grande do Norte. E mostra coerência com a integração que defendemos desde o início da gestão”. 

Na avaliação do governo, a formalização do grupo de combate às organizações criminosas “cria um ambiente de integração, inédito no RN, nas ações de combate ao crime, treinamento e capacitação dos agentes de segurança e troca de informações entre as forças estaduais e federais.”

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: