O portal do Sistema Opinião

POP9

Indústria

rn

Fiern diz que resolução do governo é “surpresa desagradável”

Presidente da Federação das Indústrias do RN, Amaro Sales, emite nota na qual cobra mesa de negociação com credores atingidos pela decisão de não pagar dívidas de 2018

junho 13, 2019 às 19:08 - Por: Everton Dantas

Amaro Sales, presidente da Fiern, cobra mesa de negociação com relação a resolução do governo. Foto: Fiern

Amaro Sales, presidente da Fiern, cobra mesa de negociação com relação a resolução do governo. Foto: Fiern

“A notícia de hoje não foi bem recebida pelos empreendedores. Aliás, foi uma desagradável surpresa”. A afirmação é do presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte, Amaro Sales de Araújo. E refere-se à resolução do governo de não pagar as dívidas de 2018 com recursos de 2019.

“O Governo, mesmo diante das dificuldades, precisa criar uma mesa de negociação com os credores. Está difícil para o Governo, nós sabemos! Mas, também está muito difícil para as empresas”, argumentou Amaro Sales.

Leia também:
Fecomércio afirma que governo do RN institucionaliza “calote”
Governo do RN não vai pagar dividas de 2018 com dinheiro de 2019

Na opinião dele, a situação pode ser resolvida caso haja diálogo. “Vamos ponderar e insistir pela abertura de uma negociação”. Mais cedo a Federação do Comércio no RN (Fecomércio) também se pronunciou e classificou a medida do governo como “calote”.

A decisão de não pagar dívidas de 2018 com recursos de 2019 foi oficializada nesta quinta-feira (13) por meio de resolução. A justificativa é que esses pagamentos oferecem risco de “paralisação das atividades operacionais e administrativas do Governo”.

Isso poderia acontecer porque, seguida a ordem cronológica, “os fornecedores de produtos e serviços de 2019 somente teriam quitação dos seus pagamentos a partir de 2020”. Há pelo menos R$ 2,4 bilhões em dívidas, feitas sem lastro financeiro, deixadas da festão passada para a atual.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: