O portal do Sistema Opinião

POP9

Sonegação

rn

Deputada propõe manter punição para grandes devedores da Previdência

Natália Bonavides (PT-RN) quer alterar Código Penal para evitar que confissão de dívidas acima de R$ 10 milhões resulte em extinção da pena de até dois anos de reclusão

Maio 7, 2019 às 18:12 - Por: Everton Dantas, com informações da Agência Câmara

Para deputada, principal objetivo é punir grandes devedores da Previdência que optam pela sonegação. Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Para deputada, objetivo é punir grandes devedores da Previdência que optam pela sonegação. Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Um projeto em tramitação na Câmara dos Deputados propõe alterar o Código Penal para manter punição contra os grandes devedores da Previdência que confessarem suas dívidas. A ideia é da deputada federal Natália Bonavides (PT-RN).

Atualmente, a legislação prevê a extinção da pena para o devedor que, espontaneamente, confessar as contribuições devidas e prestar todas as informações à Previdência Social. São considerados grandes devedores as pessoas e empresas que possuem dívidas acima de R$ 10 milhões.

Leia também:
Estados do NE podem economizar R$ 76,4 bilhões com previdência
Reforma da Previdência: como votaram os deputados do Nordeste
CCJ da Câmara aprova parecer a favor da reforma da Previdência

A pena prevista pelo Código Penal é de dois a cinco anos de reclusão mais multa. Na opinião de Natália Bonavides, o projeto é importante para coibir a prática de sonegação mantida por algumas empresas porque sabem que não existe punição.

Segundo ela, o projeto visa manter o processo criminal para aqueles que devem muito e principalmente para os que possuem a dívida mesmo estando em “situação de lucro”. “Ou seja, eles devem por opção, não estão em situação de falência nem nada”, explicou.

A consultora legislativa da Câmara, Cristiane Coelho, acredita que a proposta pode ajudar a inibir novas sonegações. Mas ela faz uma ressalva: de que boa parte dos quase R$ 500 bilhões em dívidas com a Previdência é considerada irrecuperável.

De acordo com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, R$ 330 bilhões têm baixa perspectiva de recuperação, por se referirem a débitos de empresas inativas, em processo de falência ou sem patrimônio declarado. Ainda segundo o órgão, entre 2010 e 2018, foram recuperados 37 bilhões de reais.

O projeto que penaliza grandes devedores da Previdência, mesmo que eles confessem suas dívidas, será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e pelo Plenário.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: