O portal do Sistema Opinião

POP9

#Vazajato

br

Assista como foi audiência pública com Sergio Moro no Senado

Ministro da Justiça e Segurança Pública fala nesta quarta-feira (19) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado sobre suas conversas com Deltan Dallagnol

junho 19, 2019 às 09:44 - Por: Everton Dantas

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, fala na manhã desta quarta-feira (19) no Senado Federal sobre as suas conversas com o procurador Deltan Dallagnol. O conteúdo dessas conversas têm sido publicados em reportagens do The Intercept Brasil e colocam sob suspeita a imparcialidade do então juiz quando julgou o caso.

Acompanhe a fala do ministro e as questões que serão feitas a ele:

O caso conhecido como “#Vazajato” envolve o site The Intercept Brasil, que vem divulgando suposto conteúdo de mensagens trocadas pelo então juiz federal Sergio Moro e por integrantes do Ministério Público Federal, como o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa em Curitiba.

Leia também:
CCJ do Senado ouve Moro sobre conversas vazadas com Dallagnol
Moro disse temer que investigação melindrasse FHC, afirma site
CCJ aprova convite para Dallagnol explicar troca de mensagens com Moro
“Vaza Jato”: força-tarefa cita “viés tendencioso” em denúncia de site
Site divulga supostos diálogos de Moro. PF apura ação de hackers

As conversas supostamente mostrariam que Moro teria orientado investigações da Lava Jato por meio de mensagens trocadas no aplicativo Telegram. O site afirmou que recebeu de fonte anônima o material. O The Intercept tem entre seus fundadores Glenn Greenwald, americano radicado no Brasil que é um dos autores da reportagem.

De acordo com o site, há conversas escritas e gravadas nas quais Moro sugeriu mudança da ordem de fases da Lava Jato, além de dar conselhos, fornecer pistas e antecipar uma decisão a Dallagnol. As mensagens teriam sido trocadas por meio do Telegram. As vítimas, que não haviam acionado a verificação em duas etapas, recurso que adiciona camada adicional de segurança às mensagens, tiveram suas conversas violadas pelos criminosos, segundo fonte a par da investigação.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: