O portal do Sistema Opinião

POP9

Infiltrados

rn

Advogado ligado a facção criminosa é denunciado por corrupção

Além de Allan Clayton Pereira de Almeida, também foram denunciados por outros crimes Rodrigo Fernandes de Paiva, Flávio Humberto de Noronha Freire; e a esposa de Allan Clayton e Isabel Cristina Gorgônio de Medeiros

junho 14, 2019 às 18:50 - Por: Everton Dantas

Allan Clayton Pereira de Almeida teria pago por sentença que não veio e passou a cobrar outros envolvidos. Foto: MPRN/Divulgação

Allan Clayton Pereira de Almeida teria pago por sentença que não veio e passou a cobrar outros envolvidos. Foto: MPRN/Divulgação

O advogado Allan Clayton Pereira de Almeida, preso esta semana na operação “Infiltrados”, foi denunciado pelos crimes de corrupção ativa, extorsão e lavagem de dinheiro. Essa operação apura a negociação de sentença judicial por R$ 70 mil.

Além dele, também foram denunciadas outras três pessoas: o advogado Rodrigo Fernandes de Paiva; o ex-servidor do Tribunal de Justiça do RN e Flávio Humberto de Noronha Freire; e a esposa de Allan Clayton, Isabel Cristina Gorgônio de Medeiros.

Leia também:
Para promotores, advogado preso é “integrante de facção Sindicato”
Preso em Natal advogado ligado a facção que tentou comprar sentença

Para o MP, o advogado preso teria ligação com a facção criminosa “Sindicato do RN”. A denúncia foi apresentada junto a 5ª vara Criminal de Natal e foi formulada pelos promotores da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Natal.

De acordo com a investigação, Rodrigo Fernandes de Paiva e Flávio Humberto de Noronha Freire prometeram a Allan Clayton Pereira de Almeida uma decisão judicial favorável. Isso se referia a um processo relatado pelo desembargador Glauber Rego.

Para conseguir isso eles pediram e receberam R$ 70 mil. Mas não cumpriram com o combinado. Como a decisão não veio, Allan Clayton começou a ameaçar os dois. A situação chegou ao ponto do advogado ir ao gabinete do desembargador Glauber Rêgo contar a história, o que foi comunicado ao Ministério Público Federal (MPF) e, em seguida, ao Ministério Público do RN.

Rodrigo Fernandes de Paiva e Flávio Humberto de Noronha Freire foram denunciados por exploração de prestígio. Isabel Cristina Gorgônio de Medeiros, também foi denunciada por lavagem de dinheiro. Allan Clayton Pereira de Almeida continua preso preventivamente desde a deflagração da operação Infiltrados, deflagrada segunda-feira (10).

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: