O portal do Sistema Opinião

POP9

Queixa

rn

Acordo com empresas aéreas foi “mal feito”, diz governadora do PT

Na opinião de Fátima Bezerra faltou acompanhamento na concessão de R$ 32 milhões em isenção sobre imposto do querosene de aviação concedido a empresas que operam no RN

Abril 18, 2019 às 16:23 - Por: Everton Dantas

“Isso tudo é resultante de um acordo mal feito no governo anterior”. A afirmação é da governadora Fátima Bezerra (PT) e refere-se à concessão de isenção fiscal a empresas aéreas que não resultou em nenhum ganho para o Rio Grande do Norte. Segundo ele, a intenção pode até ter sido boa, mas faltou acompanhamento.

De acordo com o secretário de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, após quatro anos dessa concessão o RN abriu mão de R$ 32 milhões em imposto para receber “em contrapartida” redução na quantidade de voos e nenhum incremento no consumo de combustível. Além disso, as passagens se tornaram mais caras que em outros estados, como a Paraíba.

Leia também:
Governo do RN desmente ex-governador e aponta “herança de descaso”
Porque o RN não tem preços de passagens aéreas como a Paraíba
Ex-governador do RN afirma que governadora do PT está mentindo

A isenção criticada por Fátima Bezerra foi concedida no início de 2015 pelo então governador Robinson Faria (PSD). Pelo acordo, o imposto foi reduzido de 17% para 12% sobre o consumo de querosene de aviação pelas empresas aéreas. Na opinião de Fátima Bezerra, não houve o devido acompanhamento.

Ela acredita que agora, em novas rodadas de conversas com as empresas aéreas, o Rio Grande do Norte conseguirá um acerto mais vantajoso, mantendo uma isenção, mas formalizando as devidas contrapartidas. As afirmações foram feitas na quarta-feiura (17) durante entrevista á jornalista Margot Ferreira, no Jornal do Dia, transmitido pela TV Ponta Negra, emissora do Sistema Opinião.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: