O portal do Sistema Opinião

POP9

Ofensiva

pe

Túlio Gadêlha quer acabar com comissão provisória presidida por Wolney Queiroz

Cotado para disputar a Prefeitura do Recife em 2020, o deputado federal quer dar autonomia à direção do partido para que candidatura não seja derrubada por outros interesses

Abril 9, 2019 às 10:22 - Por:

Túlio Gadelha é cotado para disputar a Prefeitura do Recife em 2020. Foto: Reprodução/Instagram@tulio.gadelha

Túlio Gadelha é cotado para disputar a Prefeitura do Recife em 2020. Foto: Reprodução/[email protected]

Após turbinar o PDT com dois mil novos filiados, o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT) pretende pedir o fim da comissão provisória que, na prática, deixa o grupo do deputado federal Wolney Queiroz e do ex-prefeito de Caruaru, José Queiroz no comando do partido atualmente.

Segundo ele, o colegiado existe há 25 anos, embora o estatuto da legenda diga que a validade deveria ser de seis meses, prazo em que seria convocada uma eleição para escolha dos diretórios estadual e municipal. Por ser “provisória”, a presidência e cargos da direção são indicações do presidente nacional, Calor Lupi, próximo aos Queiroz.

Leia também:
De olho na Prefeitura do Recife, Túlio Gadêlha consegue filiar apoiadores
Wolney diz que a fama de Túlio é grande, mas não dá poderes a ele no partido

Para o parlamentar, os novos quadros servirão para pressionar a agremiação. Túlio quer que haja uma votação para escolher os diretores de forma mais “democrática”, conforme prevê o estatuto. Neste ponto, o deputado já teria o voto de pelo menos duas mil pessoas e poderia ter vantagem na disputa pelo comando da sigla.

Ao ser questionado se almeja a presidência, ele disse que “as candidaturas à direção não foram discutidas a fundo”. A expectativa, adiantou Túlio, é que a convenção seja realizada em abril.

“Sou filiado ao PDT há 12 anos. Desde 2007 e nos 13 anos anteriores o partido nunca elegeu uma direção. As novas filiações objetivam abrir espaço para nova geração que está chegando aí, que são pessoas com diversas posições sociais. Quer, na verdade, é acabar com comissão provisória em Pernambuco que deixa o partido a mercê dos dirigentes nacionais”, criticou o namorado da apresentadora Fátima Bernardes.

De acordo com o deputado, se forem legitimamente eleitos, os diretórios terão autonomia para debater e pôr em pratica o projeto político e municipal. Túlio é cotado para ser candidato à Prefeitura do Recife nas eleições de 2020.

“Isso vai abrir portas para que as pessoas sejam ouvidas. Hoje há uma massa de pessoas filiadas a partidos que sempre foram usadas como entusiastas, como levantadores de bandeira. Queremos evitar que se filie para ser levantador de bandeira. Espero que a pessoa possa ter sua formação politica aprimorada e que possa construir sua própria história”, destacou.

Leia a resposta de Wolney Queiroz no post abaixo:
Wolney diz que a fama de Túlio é grande, mas não dá poderes a ele no partido

Rebeca Silva

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: