O portal do Sistema Opinião

POP9

Alerta

pe

Tadeu Alencar: falas de Bolsonaro podem travar pautas na Câmara

Avaliação do deputado federal pernambucano se refere a polêmicas como do pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil desaparecido durante o regime militar

julho 31, 2019 às 20:07 - Por:

O deputado Tadeu Alencar disse que a segunda votação da reforma da Previdência pode ser prejudicada por causa das declarações de Bolsonaro. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O deputado Tadeu Alencar disse que a segunda votação da reforma da Previdência pode ser prejudicada por causa das declarações de Bolsonaro. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O líder do PSB na Câmara Federal, Tadeu Alencar, afirmou nesta quarta-feira (31) que as polêmicas declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) podem travar pautas na Casa, que retomará as atividades legislativas na próxima semana. Entre as matérias que podem ser prejudicadas, afirmou, a reforma tributária e a segunda votação da reforma da Previdência.

“É uma sandice atrás da outra e ninguém consegue prever onde isso vai parar. Alguns sustentam que parece manobra diversionista para a falta de resolução das graves questões econômicas do País. Em sete meses, o desemprego continuou crescendo no Brasil. O fato da Câmara ter aprovado, no primeiro turno, a reforma da Previdência, não é uma poção mágica que vai gerar empregos. O governo tem que se concentrar nesses problemas”, disse o deputado.

Leia também:
Ao comentar falas de Bolsonaro, Ministro do STF sugere mordaça para presidente
“É de se estranhar tal comportamento em um cristão”, diz presidente da OAB sobre Bolsonaro
Em crítica, Bolsonaro cita pai de presidente da OAB desaparecido durante a ditadura

Tadeu Alencar se refere a polêmicas como a fala em relação ao pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) desaparecido durante o regime militar, a flexibilização da segurança no trânsito e a indicação do filho Eduardo Bolsonaro a embaixador nos Estados Unidos.

Na terça-feira (30), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, afirmou ao jornalista Tales Faria, do Uol, que apenas um aparelho de mordaça poderia acabar com as falas de Bolsonaro.

Rebeca Silva

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: