O portal do Sistema Opinião

POP9

Recuo

pe

Prefeitura do Recife revoga nomeação de indiciada na Lava Jato

A ex-deputada federal Aline Corrêa (PR) havia sido nomeada gerente de Trabalho e Qualificação Profissional

Março 26, 2019 às 18:54 - Por:

Aline Corrêa é filha do condenado no Mensalão, Pedro Corrêa. Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

Aline Corrêa é filha do condenado no Mensalão, Pedro Corrêa. Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

Após nomear uma indiciada por corrupção e lavagem de dinheiro, a Prefeitura do Recife anunciou nesta terça-feira (26) que irá revogar a indicação da ex-deputada federal Aline Lemos Corrêa de Oliveira Andrade (PR). Ela ocupava a gerência municipal de Trabalho e Qualificação Profissional, apesar de não ter sequer o ensino superior completo, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral de novembro de 2018.

A nomeação vigora desde o dia 14 de março, quando foi publicada no Diário Oficial do governo municipal. Aline Corrêa foi deputada federal por São Paulo de 2006 a 2014. Sem mandato desde então, a ex-parlamentar resolveu tentar um mandato em Pernambuco. Nas eleições do ano passado ela se candidatou à Assembleia Legislativa de Pernambuco, obteve 12.315 votos e ficou como suplente.

Para fazer a campanha ela recebeu R$ 803.330,00, sendo quase a totalidade repassada pela direção nacional do partido. O valor é cerca de 80% do limite de gasto imposto pela Justiça Eleitoral. Nenhum patrimônio foi cadastrado no site do TSE.

Indiciação na Lava Jato

De acordo com inquérito da Polícia Federal (PF), Aline foi citada em delações premiadas do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Em depoimento ele contou que Aline teria se beneficiado de contratos da estatal.

Já outro delator, o doleiro Alberto Yousseff, disse que a ex-parlamentar recebia uma mesada R$ 30 mil por mês. Além das delações, a acusação é baseada em quebra de sigilo e documentos obtidos pelo órgão.

Aos investigadores, Aline disse que recebeu o dinheiro para repassar ao pai. No entanto, a PF apontou contradições nas versões dada por ela e a indiciou por corrupção e lavagem de dinheiro.

“De pai para filha”

Aline Corrêa é filha do ex-deputado pernambucano Pedro Corrêa (PP), condenado no Mensalão e Lava Jato por corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Segundo investigações Pedro Corrêa participa de esquema de desvio de verba pública desde a década de 1980.

Em nota, a prefeitura informou que tornará sem efeito a Portaria 3064, publicada no Diário Oficial de 14 de março deste ano, nomeando Aline Lemos Corrêa de Oliveira Andrade.

Rebeca Silva

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: