O portal do Sistema Opinião

POP9

Denúncia

pe

PM investigado por suposta fraude em licença durante campanha eleitoral

O sargento é suspeito de ter solicitado licença remunerada por três meses para se candidatar a vereador, em 2016, e não ter participado do processo eleitoral

agosto 28, 2019 às 20:20 - Por:

Nas eleições, o policial militar teve apenas sete votos e não apresentou nenhum gasto de campanha à Justiça Eleitoral. Foto: Reprodução/Governodepernambuco

Nas eleições, o policial militar teve apenas sete votos e não apresentou nenhum gasto de campanha à Justiça Eleitoral. Foto: Reprodução/Governodepernambuco

Um sargento da Polícia Militar de Pernambuco é investigado por solicitar licença remunerada para se candidatar a vereador de Itabaiana, na Paraíba, em 2016, e não participar do processo eleitoral. A denúncia foi repassada ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) pela Promotoria de Justiça da cidade, que tem cerca de 24 mil habitantes.

Investigações do órgão paraibano identificaram que servidores públicos teriam se valido de três meses de licença para ampliar as férias ou apoiar a candidatura de terceiros. Um deles seria o policial pernambucano, que teve apenas sete votos e não informou nenhum gasto à Justiça Eleitoral.

Apesar da pouca votação, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral, o policial ficou como suplente por causa da coligação com outros quatro partidos.

O afastamento remunerado de servidores para candidatura nas eleições está previsto na Constituição Federal, mas fraudar o processo pode configurar ato de improbidade administrativa e crime eleitoral. O inquérito está sob os cuidados da promotora Áurea Rosane Vieira, que notificou o sargento a apresentar defesa em dez dias.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Militar de Pernambuco, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Rebeca Silva

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: