O portal do Sistema Opinião

POP9

Denúncia

pe

MPPE investiga supostas diárias indevidas da Câmara do Recife

Segundo o órgão, há uma denúncia que menciona um suposto esquema de desvio de verbas públicas envolvendo o pagamento de diárias e de inscrições com duas entidades

outubro 4, 2019 às 17:22 - Por:

Câmara do Recife também deverá votar assuntos importantes, como o Plano Diretor, Plano Plurianual e Lei Orçamentária Anual. Foto: Reprodução/Facebook@camaradorecife

Câmara do Recife repassou ao MPPE a lista de vereadores que participaram dos eventos. Foto: Reprodução/[email protected]

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vai investigar supostos pagamentos indevidos de diárias e de inscrições da Câmara do Recife em congressos da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP) e da Associação Brasileira de Servidores de Câmaras Municipais (Abrascam).

O inquérito foi aberto a pedido da promotora de Justiça Luciana Maciel Dantas Figueiredo sob a alegação de esclarecer a relação dos repasses feitos para que vereadores participem dos eventos promovidos pela UVP. A portaria de abertura de investigação foi publicada na quinta-feira (3) no Diário Oficial.

Segundo ela, há uma denúncia que menciona um suposto esquema de desvio de verbas públicas envolvendo o pagamento de diárias e de inscrições com as entidades. Diante disso, a promotora vai solicitar ao Ministério Público de Contas uma auditoria nas contas da Câmara para averiguar a questão.

De acordo com o site Tome Conta, do Tribunal de Contas de Pernambuco, pelo menos dois vereadores participaram dos congressos em 2017 e em 2015.

A um deles foi repassado R$ 1,2 mil entre os dias 22 e 25 de outubro de 2015 para que o parlamentar participasse do Congresso Estadual de Vereadores e Servidores de Câmaras e Prefeituras Municipais, em Garanhuns, no Agreste do estado. Antes, havia sido pago R$ 900 para ele ir em Triunfo, no Sertão, no mesmo tipo de evento.

Ao segundo legislador, foi pago R$ 900 entre os dias 26 e 28 de outubro de 2017. O evento ocorreu em Petrolina, também no Sertão.

Em nota, a Câmara Municipal do Recife informou que recebeu a solicitação de informações do Ministério Público de Pernambuco. “O documento está na Procuradoria da Casa e todas as informações solicitadas pelo órgão serão concedidas”, destacou.

O blog também procurou a UVP e a Abrascam, mas não conseguiu contato por email nem telefone. O espaço está aberto a posicionamentos.

Rebeca Silva

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: