O portal do Sistema Opinião

POP9

Eleição

pe

Mãe da menina Beatriz é eleita para direção de partido em Petrolina

Na defesa por melhorias na segurança pública, Lucinha Mota é a nova vice-presidente do PSOL na cidade onde sua filha foi assassinada

Maio 5, 2019 às 16:39 - Por:

Eleita na direção do Psol em Petrolina, Lucinha Mota foi candidata a deputada estadual em 2018, mas não se elegeu. Foto: Divulgação

Eleita na direção do Psol em Petrolina, Lucinha Mota foi candidata a deputada estadual em 2018, mas não se elegeu. Foto: Divulgação

Conhecida em todo o estado por ter a filha, a menina Beatriz, covardemente assassinada em um evento na escola, Lucinha Mota vai comandar o PSOL em Petrolina, no sertão de Pernambuco. Ela foi eleita neste domingo (5) a vice-presidente do partido juntamente com Rigel Castro, que será o presidente.

Leia também:
Caso Beatriz: mãe pede ao TJPE agilidade nas investigações
Polícia busca homem que cobriu cartazes de procurado do caso Beatriz
Caso Beatriz: polícia faz buscas para prender funcionário da escola
TJPE decreta prisão de funcionário de escola onde Beatriz morreu
Caso Beatriz: três anos de muito mistério e impunidade

Em 2018, Lucinha da Mota se candidatou à Assembleia Legislativa de Pernambuco. Marinheira de primeira viagem e na defesa da pauta da segurança pública, Lucinha teve 16.326 votos, mas não conseguiu uma das 49 vagas da Casa. Apesar de não ter sido eleita, ela foi a terceira candidata da sigla mais votada e há quem diga que ela pode concorrer às eleições municipais de 2020.

Além da eleição, a plenária do PSOL discutiu ainda estratégias para criticar e derrubar a reforma da Previdência proposta pelo Governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Rebeca Silva

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: