O portal do Sistema Opinião

POP9

Polêmica

pe

Escolas canadenses ameaçam não matricular alunos do Ganhe o Mundo

Em carta ao governo do estado, a Associação Canadense de Escolas Públicas – Internacional informou que não irá aceitar estudantes levados por agência de turismo que deixou dívida de dois milhões de dólares canadenses

agosto 8, 2019 às 19:57 - Por:

Cerca de 460 estudantes da rede pública de Pernambuco fazem intercâmbio para o Canadá por meio do Ganhe o Mundo. Foto: Pedro Menezes/Governo de Pernambuco

Cerca de 460 estudantes da rede pública de Pernambuco fazem intercâmbio para o Canadá por meio do Ganhe o Mundo. Foto: Pedro Menezes/Governo de Pernambuco

A Associação Canadense de Escolas Públicas – Internacional (Caps I) ameaçou o governo do estado a não matricular os 460 estudantes do Ganhe o Mundo no próximo ano letivo, caso a empresa de turismo que deixou uma dívida de cerca de dois milhões de dólares canadenses volte a participar do programa sem pagar o débito.

Em carta enviada ao Palácio do Campo das Princesas na quarta-feira (8), a entidade informou ter tido conhecimento que sócios da agência teriam ganhado alguns lotes de nova licitação do Ganhe o Mundo por meio de outros estabelecimentos em que têm sociedade.

Além da dívida milionária, a empresa teria deixado de prestar assistência aos estudantes, que também não recebera as bolsas intercâmbio devidas pelo governo. Diante disso, a associação requereu uma atuação mais rigorosa para impedir que as empresas sejam impedidas de participar do Ganhe o Mundo.

Na sessão desta quinta-feira (8), a deputada estadual Priscila Krause (DEM) cobrou providências do Executivo Estadual. “Após o meu pronunciamento, achei que era uma coisa que estava vencida, mas de ontem para hoje recebi e-mail da diretora executiva da associação tratando de algumas questões ainda em relação ao programa”, afirmou a parlamentar, que em março deste ano denunciou a dívida e o não pagamento das bolsas.

“O Governo do Estado já tinha anunciado punições a uma das empresas em julho deste ano. A partir desses novos fatos, espero que novas atitudes sejam tomadas”, acrescentou Priscila. Neste ano, a Secretaria de Educação empenhou R$ 450 mil ao estabelecimento para serviço de fornecimento de passagem aérea nacional e internacional, com taxa de embarque.

Na sequência, o líder do governo na Assembleia, Isaltino Nascimento (PSB), disse que o processo licitatório para as próximas viagens do Ganhe o Mundo ainda não está concluído. “Se, porventura, a empresa vencedora tiver relação com outras que foram punidas pelo que ocorreu nas edições anteriores do programa, a licitação será glosada, ou seja, ela não será aceita”, declarou o deputado.

Segundo ele, o resultado final será analisado para verificar se ainda há irregularidades nos concorrentes. O socialista ressaltou, porém, que esses problemas não ameaçam a continuidade do Ganhe o Mundo.

“Estamos falando de um programa que já beneficiou 13 mil jovens, que deu aos melhores estudantes de cada escola a oportunidade de aprender espanhol, inglês e alemão em outros países. Nenhum gestor vai ter coragem de excluir essa ação no futuro”.

Rebeca Silva

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: