O portal do Sistema Opinião

POP9

Danos

pe

Edilson Silva diz que pode processar MBL por post sobre viagem ao RJ

Ex-deputado estadual justificou que viajou a trabalho e que exerceu o direito a férias nos intervalos das atividades

Abril 10, 2019 às 15:08 - Por:

Edilson Silva disse que foi vítima de uma campanha mentirosa do MBL por causa de postagem sobre viagem ao Rio de Janeiro. Foto: Sabrina Nóbrega/Alepe

Edilson Silva disse que foi vítima de uma campanha mentirosa do MBL por causa de postagem sobre viagem ao Rio de Janeiro. Foto: Sabrina Nóbrega/Alepe

Após ser alvo críticas do Movimento Brasil Livre (MBL) Recife, o ex-deputado de Pernambuco Edilson Silva (Psol) se pronunciou por meio de suas redes sociais e disse que pode processar a entidade por ter postado uma montagem em que mostra que o parlamentar viajou ao Rio de Janeiro (RJ) com despesas pagas com recursos da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

“Amigos e amigas, mais uma sórdida campanha, mentirosa, vem sendo feita contra nossa reputação. O MBL e seus bolsominions, conhecidos pelas campanhas caluniosas e difamatórias que realizam, estão espalhando nas redes sociais que eu, Edilson, teria recebido pouco mais de R$ 7 mil para passear no RJ, utilizando-se inclusive de foto com minha companheira, agravando a sordidez da campanha”, afirmou em seu Instagram.

Leia também:
MBL critica Edilson por despesa de viagem ao RJ paga com verba pública

Edilson Silva recebeu R$ 7.279,12 em diárias. O valor é repassado de forma legal pelo legislativo para uso com transporte, hospedagem e alimentação quando os parlamentares exercem atividades fora do estado. O valor foi empenhado pela assembleia no dia 29 de janeiro e pago no dia seguinte, um dia antes da posse dos deputados eleitos em 2018. Edilson não foi eleito.

O parlamentar explicou que o montante é referentes a diárias totais de um semestre inteiro, que todos os deputados tem acesso. “E que requeri já visando o trabalho pós parlamentar que teríamos e estamos tendo pela frente”, acrescentou. Ele justificou ainda que foi ao Rio de Janeiro a trabalho e que nos intervalos exercitou o direito às férias. Os custos de sua companheira foram pagos por ela própria, informou.

“Informei aos que me acompanham nas redes que estaria indo ao Rio de Janeiro a trabalho e que, em função de ser janeiro, mês de férias, iria aproveitar os intervalos entre as atividades para exercitar o direito às ferias”. Para ele, o MBL tenta desviar a atenção dos brasileiros sobre as pautas bomba do governo de Jair Bolsonaro.

“Nossa assessoria jurídica já está estudando os melhores encaminhamentos para reparar os danos que buscam causar à nossa imagem construída em longos anos de militância”, concluiu Edilson Silva.

Veja postagem de Edilson Silva:

View this post on Instagram

Amigos e amigas, mais uma sórdida campanha, mentirosa, vem sendo feita contra nossa reputação. O MBL e seus bolsominions, conhecidos pelas campanhas caluniosas e difamatórias que realizam, estão espalhando nas redes sociais que eu, Edilson, teria recebido pouco mais de R$ 7 mil para passear no RJ, utilizando-se inclusive de foto com minha companheira, agravando a sordidez da campanha. Em nome do respeito aos que conosco caminham, explico que esta viagem foi publicizada por mim, antes de ser realizada. Informei aos que me acompanham nas redes que estaria indo ao Rio de Janeiro a trabalho e que, em função de ser janeiro, mês de férias, iria aproveitar os intervalos entre as atividades para exercitar o direito às ferias. Como iria passar 9 dias naquele Estado, minha companheira se dispôs a me acompanhar, custeando suas despesas. Os valores apresentados em mais esta fakenews do MBL, movimento especializado em espalhar mentiras, são referentes a diárias totais de um semestre inteiro, que todos os deputados tem acesso, e que requeri, já visando o trabalho pós parlamentar que teríamos e estamos tendo pela frente. É em nome da verdade e da transparência que esclarecemos aos amigos e amigas e solicitamos que ao receberem em suas redes estas mentiras, divulguem este esclarecimento. O MBL tenta com estas manobras desviar a atenção das responsabilidades do governo Bolsonaro, que eles apoiam, com os graves problemas do povo brasileiro. O nosso mandato na Alepe ficou conhecido e reconhecido por nossa capacidade de trabalho, seriedade, probidade e compromisso com as melhores causas da sociedade. Nossa assessoria jurídica já está estudando os melhores encaminhamentos para reparar os danos que buscam causar à nossa imagem construída em longos anos de militância. Edilson Silva.

A post shared by Edilson Silva (@edilsonsilvarecife) on

Rebeca Silva

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: