O portal do Sistema Opinião

POP9

Irregularidade

pe

Assessora de deputada estadual investigada por receber sem trabalhar

Funcionária seria esposa de um vereador que coordenou a campanha eleitoral do prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PSB), pai da deputada Fabíola Cabral

agosto 14, 2019 às 19:27 - Por:

Assessora investigada está lotada no gabinete da deputada Fabíola Cabral. Foto: Reprodução/Alepe

Assessora investigada está lotada no gabinete da deputada Fabíola Cabral. Foto: Reprodução/Alepe

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) investiga um suposto enriquecimento ilícito de uma servidora comissionada do gabinete da deputada estadual Fabíola Cabral (PP). Ela estaria recebendo salário pago pela Assembleia Legislativa do Estado sem comparecer ao trabalho.

A funcionária seria esposa de um vereador que coordenou a campanha a deputado do prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral em 2002, e de Everaldo Cabral em 2006, pai e tio da parlamentar, respectivamente.

Leia também:
Funcionária do Otávio de Freitas teria recebido R$ 35,4 mil sem trabalhar
MPPE investiga servidor da Emlurb que recebe salário sem ir ao trabalho

Segundo o Portal da Transparência do estado, a comissionada exerce a função de assessora especial de Fabíola, cujo vencimento de de R$ 6.131,81. Ao valor é acrescida ainda gratificação de representação que varia de 0 a 120% sobre o salário.

A denúncia foi feita ao MPPE por meio da ouvidoria do órgão. Após abrir inquérito para investigar as possíveis irregularidades, a promotora de Justiça Áurea Rosane Vieira intimou a servidora a prestar depoimento no dia 02 de outubro.

A promotora também notificou Fabíola Cabral para que ela encaminhe a ficha de presença da funcionária.

O blog entrou em contato com a assessoria de Fabíola Cabral, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Rebeca Silva

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: