O portal do Sistema Opinião

POP9

Tapetão

rn

STJD acata denúncia do ABC e pede explicações do Treze

Caso Tribunal reconheça direito do ABC, time potiguar se livra do rebaixamento e joga o Treze para a Série D

agosto 28, 2019 às 17:52 - Por:

Ninguém discute irregularidade de Celso Teixeira. Resta saber agora qual a decisão do STJD. Foto: Divulgação

Ninguém discute irregularidade de Celso Teixeira. Resta saber agora qual a decisão do STJD. Foto: Divulgação

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva, recebeu a denúncia do ABC sobre irregularidade do treinador Celso Teixeira, do Treze e estabeleceu um prazo de dois dias para que o time paraibano se pronuncie sobre a denúncia.

Na Noticia de Infração encaminhada pelo ABC, o alvinegro alega que Celso Teixeira estava punido pelo STJD e não poderia ter comandado a equipe na partida contra o Confiança.  Na peça assinada pelo advogado José Wilson Gomes Neto, o ABC pede que o Treze seja punido com a perda de 06 pontos.

Leia também:
Hoje a realidade do ABC é a Série D
ABC vence o Globo, rebaixa a Águia e agora espera pelo STJD

Celso foi punido pelo STJD quando estava no Central de Caruaru na Série D. Foi apenado com suspensão por três jogos e mais 30 dias.

A base da ação do ABC foi o Regulamento Geral das Competições que a partir deste ano, estabelece  um tratamento igual entre técnicos de futebol e jogadores, e argumenta que o Treze infringiu o artigo 214 do CBJD.

Na Noticia de Infração, o ABC alega que ” se  a mudança no regulamento veio punir com cartões o técnico de futebol, claramente as consequências de sua punição, também devem ser as mesmas que são aplicadas aos atletas, e respectivos clubes, em caso de descumprimento. Assim, se a penalidade de perda de pontos é aplicável ao caso de atletas escalados de forma irregular, também o será no caso de participação do seu comandante técnico, possivelmente numa situação de importância bem superior para o clube”.

O fato do Procurador ter recebido a denúncia e pedido explicações ao Treze pode ser visto como uma espécie de oportunidade de “defesa prévia” ao time paraibano e uma demonstração de que irá aceitar a manifestação do ABC, apresentar denúncia ao Presidente do STJD para seja julgado por uma das Comissões.

Outra corrente entende que o fato em sí, é uma medida de cautela do Procurador, pela complexidade do caso e não significa que o caso “subirá” para julgamento.

No último dia 23, o Diretor de Competições da CBF, Manoel Flores, enviou ao ABC resposta a consulta sobre o caso Celso Teixeira.

O advogado Paulo Rubens que há muito tempo representa o ABC no STJD não está trabalhando especificamente neste caso de Celso Teixeira, mas está acompanhando o trâmite do processo, já que reside no Rio de Janeiro.

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: