O portal do Sistema Opinião

POP9

Resultados

rn

Presidente do ABC não garante Ranielle e Giscard Salton para a Série C

Fernando Suassuna afirma que permanência do treinador passa pela conquista do Estadual e classificação na Copa do Brasil

Abril 1, 2019 às 10:15 - Por:

Presidente Suassuna não garante permanência do treinador Ranielle Ribeiro para a Série C. Foto: Iuri Seabra

Presidente Suassuna não garante permanência do treinador Ranielle Ribeiro para a Série C. Foto: Iuri Seabra

Permanência de Ranielle Ribeiro no ABC para a Série C do Brasileiro não está definida, segundo disse o presidente do clube, Fernando Suassuna em entrevista ao jornal Tribuna do Norte.

O dirigente disse que o ABC passou a ser administrado como empresa e “tanto Ranielle Ribeiro, quanto Giscard Salton ( executivo de futebol ) possuem metas para cumprir. A minha administração será pautada em resultados”.

Na entrevista, Suassuna disse que  não pode garantir a manutenção do treinador para o Brasileiro da C, e que a decisão será tomada depois do Estadual, considerando os objetivos conquistados: “Ele tem de ganhar o Estadual e passar pelo Santa Cruz na Copa do Brasil”.

Leia também:
Copa do Nordeste entra na fase de mata-mata

Se já existia a percepção que a situação do treinador Ranielle Ribeiro não é confortável no ABC, depois da declaração do presidente Suassuna, dizendo não poder garantir o profissional para o Brasileiro, fica ainda mais complicado o quadro, ainda mais em uma semana de decisão pela Copa do Brasil que vale para o ABC R$ 1,9 milhão.

É fato que o time do ABC não conseguiu fazer uma única apresentação convincente em nenhum dos jogos disputados até hoje, embora tenha conquistado o primeiro turno do Estadual e esteja vivo na Copa do Brasil. Resultado é uma coisa, desempenho técnico/tático é outra.

Depois da saída de Geninho, Ranielle Ribeiro assumiu o ABC em um momento de crise, com o time já rebaixado para a Série C e sem pressão e responsabilidade, colocando os garotos para o restante da competição.

No ano seguinte, na Série C, o time montado por Giscard Salton ficou na última posição antes da zona de rebaixamento, e agora em 2019, vem jogando mal, sem convencer e com contratações que absolutamente não recomendam, como os casos de Éder, Valdemir, Pepe Álvarez (uma piada ) e Bóris Sagredo.

Divisão de cota

O ABC está sim negociando uma divisão da cota da Copa do Brasil. A proposta que vem sendo discutida entre os clubes é dividir o valor de R$ 1,9 milhão na proporção de 60% para o vencedor e 40% para o perdedor, a exemplo do que vem acontecendo com outros times nesta fase da competição.

Um dado importante sobre uma possível divisão de cota, é que a CBF não reconhece este tipo de negociação que vem sendo realizada por alguns clubes. Existe uma série de implicações neste aspecto d divisão de cotas, como por exemplo, um eventual bloqueio judicial da renda.

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: