O portal do Sistema Opinião

POP9

Esportes

rn

Pleno do TJD vai apreciar Recurso do zagueiro André Natal

Defensor foi punido com 180 dias de suspensão por quebrar perna de meia do Potiguar de Mossoró

Abril 5, 2019 às 16:19 - Por:

Meia Wilson, segue em trabalho de reabilitação para voltar aos gramados. Foto: Yhan Victor

Meia Wilson, segue em trabalho de reabilitação para voltar aos gramados. Foto: Yhan Victor

Na segunda-feira que vem O Pleno do TJD vai julgar Recurso do zagueiro André Natal, do Força e Luz que em uma entrada forte – carrinho de frente – quebrou a perna do meia Wilson, do Potiguar, provocando fratura de fíbula e tíbia. O meia passou por cirurgia e já está me processo de reabilitação.

No primeiro julgamento, André foi punido com base no artigo 254 do CBJD com pena de suspensão de 180 dias, ou até que Wilson retorne ao trabalho.

Leia mais: Final da Copa RN movimenta o futebol potiguar

Uma correção é importante fazer. Por se tratar de pena de suspensão por prazo, ela deverá ser cumprida pelo zagueiro André em qualquer competição oficial do Brasil e não apenas no âmbito da FNF, conforme o artigo 172 do CBJD:  A suspensão por prazo priva o punido de participar de quaisquer competições
promovidas pelas entidades de administração na respectiva modalidade desportiva, de ter acesso a recintos reservados de praças de desportos durante a realização das partidas, provas ou
equivalentes, de praticar atos oficiais referentes à respectiva modalidade desportiva e de exercer
qualquer cargo ou função em poderes de entidades de administração do desporto da modalidade
e na Justiça Desportiva.

Isso significa que se o Pleno manter a punição, André não poderá jogar profissionalmente em nenhuma competição.

Recurso do Potiguar

No mesmo dia (8) o Pleno vai apreciar Recurso do Potiguar apenado com multa pela queda na iluminação do estádio Nogueirão, no dia da partida contra o América, que acabou sendo transferida para o outro dia. Será apreciada também a interdição do Nogueirão, que não pode sediar jogos noturnos enquanto não comprovar que o problema da rede elétrica está solucionado.

Um laudo técnico, assinado por engenheiros de Mossoró e anexado ao Recurso do Potiguar, atesta que os problemas foram sanados.

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: