O portal do Sistema Opinião

POP9

Variações

rn

Edson volta ao gol do ABC que enfrenta o Sampaio Corrêa

Depois de ficar fora da partida contra o Imperatriz, Edson volta ao gol do ABC na estreia de Roberto Fernandes no comando

junho 13, 2019 às 17:01 - Por:

Edson deve voltar ao time do ABC que enfrenta o Sampaio Corrêa no Castelão. Foto:Andrei Torres

Edson deve voltar ao time do ABC que enfrenta o Sampaio Corrêa no Castelão. Foto:Andrei Torres

Roberto Fernandes vai dar ao ABC aquilo que venho cobrando desde o ano passado, variações táticas. Até agora, o time do ABC tem sido extremamente previsível. Foi assim durante a passagem de Ranielle Ribeiro e foi assim com Sérgio Soares. Começa e termina na mesma pegada, na mesma formação tática.

Roberto faz as  variações, mudanças de função com jogadores, mas tudo isso requer tempo – o que ele não tem – e jogadores minimamente inteligentes e capazes de assimilar o que o treinador exige.

Correndo contra o relógio e precisando de resultado já no sábado contra o Sampaio, Roberto Fernandes sabe também que precisa ser cirúrgico nas indicações de reforços. Não tem margem e nem tempo para errar.

Desequilíbrio

O time que treinou ontem (12) foi com Edson, Ivan, Maurício, Joécio e Hugo; Anderson Pedra, Valdemir, Anderson Rosa; Luan, Anderson e Jefinho, mas confesso que não sei se assim que ele começa o jogo de sábado no Castelão.

Como é que Pedra volta ao time? Não conseguiu na atual temporada fazer nenhum jogo que fosse pelo menos razoável, pelo contrário, nas últimas vezes que atuou comprometeu o setor, mesma situação de Valdemir.

Existem alguns desajustes sérios no elenco do ABC que teve equívocos na montagem, as alas não funcionam – nenhum dos lados –  e o setor de pegada, que sempre foi o ponto forte do time, hoje é de uma fragilidade muito séria. Vejam que não tem um primeiro volante, a não ser o Pedra e que faz tempo vem muito mal.

Primeiro desafio de Roberto, com pouquíssimo tempo de trabalho, vai ser  reorganizar do meio para trás e tornar o ABC um time equilibrado. Em dois jogos, o ABC sofreu 12 gols e marcou 6, um claro desequilíbrio entre os setores.

Para sábado, Roberto Fernandes vai mais no “tato” e na observação do que ele viu em alguns jogos e no pouco tempo que teve para trabalhar.

Depois tem uma semana cheia para preparar o jogo com o Globo.

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: