O portal do Sistema Opinião

POP9

Solidez

rn

Consolidada a Copa do Nordeste é objeto de desejo para os clubes

ABC e América precisam investir forte na disputa pela Orelhuda em 2020 na recuperação do terreno perdido

Maio 31, 2019 às 10:22 - Por:

    Copa do Nordeste, competição consolidada no cenário nacional é sinônimo de fortalecimento para clubes da região. Foto: DivulgaçãoCopa do Nordeste, competição consolidada no cenário nacional é sinônimo de fortalecimento para clubes da região. Foto: Divulgação

Campeão da Copa do Nordeste, o Fortaleza faturou só em cotas 3 milhões e 200 mil reais.  1 milhão de reais foi pela conquista do título, mais 2 milhões e meio de reais pela conquista de vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil do ano que vem e mais ainda o que faturou de bilheteria nos jogos da Arena Castelão, algo em torno de 1 milhão e 200 mil reais. Fez as contas?

A Copa do Nordeste é uma competição proporcionalmente muito mais rentável que a Série B do Brasileiro, se o torcenauta comparar o número de jogos de uma e de outra.

O Botafogo, vice-campeão levou 500 mil reais de premiação, o que vai permitir projetar um investimento importante para o restante da Série C.

Leia também:

Nos próximos três anos, o SBT é a casa da Copa do Nordeste

O ABC, faturou em 2019, mais de 1 milhão e 735 mil reais pela participação no certame regional neste ano, e para 2020 já pode projetar no mínimo o mesmo valor. Juntando o valor da cota e faturamento com renda, o alvinegro chegou a exatos  1  milhão 784 mil 610 reais.

Muito melhor para o América que em 2019 ficou fora da fase de grupos, quando foi eliminado pelo Confiança, mas que por ter sido campeão do RN ganhou vaga direta para 2020. ABC e América estão no subgrupo 3 com cota de 1 milhão 535 mil reais para o ano que vem.

Copa consolidada

Pelo acordo firmado entre CBF e Liga do Nordeste, o último ano da competição seria 2022, mas a Copa do Nordeste está plenamente consolidada e  vai permanecer no calendário da CBF, que garante o aspecto técnico e a chancela da competição, ficando o gerenciamento comercial sob responsabilidade da Liga do Nordeste como já acontece atualmente.

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: