O portal do Sistema Opinião

POP9

Esportes

rn

Casillas sofre infarto durante treino do Porto

Goleiro espanhol, de 37 anos, passou por cateterismo e já está fora de perigo

Maio 1, 2019 às 12:32 - Por:

Casillas sofreu infarto e não joga mais a temporada. Foto: AFP

Iker Casillas sofreu infarto e não joga mais a temporada. Foto: AFP

O goleiro espanhol Iker Casillas, que atualmente defende o Porto, de Portugal, sofreu um infarto durante um treino do clube nesta quarta-feira em Olival. Segundo informações do jornal A Bola, ele sentiu-se mal na atividade e teve de ser atendido às pressas, ainda no gramado do centro de treinamento da equipe.

Casillas, de 37 anos, passou por um cateterismo cardíaco, segue internado no Hospital CUF Porto, mas já está fora de perigo. O clube ainda não se pronunciou de maneira oficial, mas é provável que o arqueiro não atue mais no restante da temporada.

Leia também:

América reforça a comissão técnica com o auxiliar Barata

Casillas defendeu a seleção espanhola e foi capitão da Fúria durante a conquista da Copa do Mundo de 2010. Está no Porto desde 2015.

Infarto em atletas

Em 2013, de acordo com dados do Ministério da Saúde, a cada cinco minutos o  infarto foi responsável pela morte de um brasileiro. Frequentemente associada a hábitos de uma vida sedentária e pouco regrada, essa situação acontece basicamente quando não há sangue o suficiente chegando ao coração devido a uma obstrução arterial.

Diferentemente do que muita gente pensa, um atleta não é imune a problemas de saúde, inclusive os cardíacos. Por isso, é, sim, possível que um atleta sofra um infarto, ainda que mantenha um estilo de vida considerado saudável.

Um dos principais motivos para o infarto em atletas diz respeito à má formação congênita ou a condições cardíacas preexistentes e não identificadas. O colesterol elevado também colabora para o infarto do miocárdio e é associado principalmente a hábitos alimentares ruins e ao uso de produtos anabolizantes.

Em casos mais raros, o superaquecimento do organismo pode levar o coração a trabalhar excessivamente, levando a um quadro de obstrução arterial. O mal súbito também entra na lista de fatores que podem levar a um quadro como esse.

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: